Brasil

Em três semanas, PF do Ceará prende três casais por fingir casamento para obter visto

Ilustração

Em um período de três semanas, a Polícia Federal (PF) realizou a prisão de três casais no Ceará que prestaram informações falsas para obter visto de autorização de residência. São três mulheres do Brasil, sendo uma cearense, uma piauiense e uma que não teve o estado de nascimento informado; dois homens de Guiné-Bissau e outro da Itália.

Conforme a PF, a última detenção aconteceu nessa terça-feira, 18, em Fortaleza, onde foram capturados o guineense e uma das brasileiras, ao buscarem autorização no intuito de obter o visto de residência expedida pela Delegacia de Imigração (Delemig). Os dois são suspeitos de emitir declaração falsa durante o procedimento.

Segundo a Polícia Federal, a dupla declarou que mantinha casamento no Brasil. Os policiais afirmam que a brasileira se casou com o estrangeiro Guiné-Bissau para legitimar o pedido de residência dele no Brasil. Os dois nunca teriam morado juntos e não eram casados de fato. Os policiais federais deram voz de prisão em flagrante por crime de falsidade ideológica.

As penas de reclusão podem chegar a cinco anos e multa. Depois do flagrante, os dois foram encaminhados à Superintendência Regional da Polícia Federal. Eles devem permanecer à disposição da Justiça Federal.

Três prisões em três semanas

Essa é a terceira prisão de supostos casais que prestaram informações falsas para obter visto de autorização de residência. No dia 5 desse mês, um outro guineense e uma cearense foram detidos. No último dia 11, um italiano e uma piauiense também foram presos pelo mesmo delito.

O Povo


Deixe um Comentário