Geral

Em todo o Brasil, 90 voos são cancelados por falta de combustível nos aeroportos

AEROPORTO INTERNACIONAL JUSCELINO KUBITSCHEK, EM BRASÍLIA, COM FILAS, ATRASOS E CANCELAMENTOS DE VOOS. (FOTO:GIVALDO BARBOSA/O GLOBO)

Pelo menos 90 voos em todo o país já foram cancelados neste sábado por falta de combustível de aviação nos aeroportos, causada pela greve dos caminhoneiros. A maior parte dos voos cancelados são da Latam (47) e da Avianca (27). A Azul cancelou 15 voos.

Onze aeroportos da Infraero ficaram sem combustíveis (incluindo o terminal de seis capitais: Palmas, Goiânia, Maceió, Recife, Vitória e João Pessoa). O aeroporto de Brasília recebeu quatro caminhões de querosene de aviação no início desta tarde, após 30 horas sem combustível. Essa quantidade de combustível só representa 5% das reservas do tribunal.

Entre os terminais que recebem querosene de aviação normalmente estão os aeroportos do Galeão e Santos Dumont, no Rio, e Congonhas e Guarulhos, em São Paulo.

Aviões que pousarem no aeroporto de Brasília e que necessitem de abastecimento ficarão em solo até o fornecimento de combustível ser normalizado.

A Infraero disse estar em contato com órgãos públicos relacionados ao setor aéreo para garantir a chegada dos caminhões com combustível de aviação aos aeroportos administrados pela empresa. “Aos passageiros, a Infraero recomenda que procurem suas companhias para consultar a situação de seus voos”, acrescentou.

O Globo



Deixe um Comentário