Jurídico

Em parceria com o TJ/RN, Iate Clube será cenário de casamento comunitário de 51 casais nesta quarta-feira

Imagem relacionada
ENTRE OS NOIVOS, DOIS CASAIS CHEGARÃO DE BARCO AO IATE CLUBE, EM UM DOS PONTOS ALTOS DA CERIMÔNIA DE UNIÃO CIVIL

O Iate Clube de Natal será cenário, nesta quarta-feira, às 16h, de um casamento civil comunitário, que marcará a comemoração dos 127 anos de existência do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. Além do Iate Clube, o evento conta com a parceira dos cartórios do Igapó e do Alecrim e vai beneficiar 51 casais.

A participação do Iate Clube no evento faz parte da programação social que o clube desenvolve e que este ano já realizou o Dia das Mães carentes e também proporcionou um dia de lazer para jovens de Mãe Luiza assistidos pela Casa do Bem, do jornalista Flavio Rezende.

Entre os noivos estão dois casais que representam a experiência e juventude. Antônio Augusto de Oliveira, 58, e Maria Ivone de Melo, 52, e Dyego Felipe Santos da Costa, 20, e Joyce de Souza Cezário, 18, são respectivamente as pessoas com mais idade e as mais jovens entre os nubentes. E eles chegarão de barco ao Iate Clube, em um dos pontos altos da cerimônia de união civil.

Antes do casamento comunitário, às 14h, será realizada sessão solene no Tribunal Pleno, na sede do TJRN, sob a presidência do desembargador João Rebouças, dirigente da Corte Estadual de Justiça, com representantes dos Poderes e de instituições que compõem o sistema de Justiça ou que são parceiras do Poder Judiciário.

Promovidos pelo programa Justiça na Praça, do Núcleo de Ações e Programas Socioambientais (Naps) do TJ potiguar, os casamentos comunitários gratuitos são um momento de promoção da cidadania, facilitando o acesso àquelas pessoas que não têm condições de custear os procedimentos junto a um cartório. São mais de 5 mil uniões civis oficializadas em vários municípios potiguares desde 2007.

Nesta edição, o Poder Judiciário potiguar proporciona aos casais uma ocasião única, com a realização de uma verdadeira festa para a comunidade, com um cenário deslumbrante, decoração especial e música.

Além do momento marcante para os noivos, a Justiça faz a diferença promovendo o incentivo para que as pessoas fortaleçam seus laços afetivos e reconheçam e regularizem suas uniões civis, muitas já consolidadas na prática há anos, mas carentes do reconhecimento legal.

A cerimônia do casamento civil coletivo em comemoração aos 127 anos do Tribunal de Justiça é uma edição especial do programa Justiça na Praça, promovido pelo Núcleo de Ações e Programas Socioambientais (NAPS)  do TJRN.


Deixe um Comentário