Cidades

Em parceria com o SENAI-RN, Maersk Training, gigante no setor eólico, terá em Natal primeiro escritório de inovação no Brasil

FOTO: DIVULGAÇÃO

A Maersk Training Brasil, parte da gigante dinamarquesa do setor de logística A.P. Miller – Maersk e maior empresa de treinamentos profissionais para a indústria de energia eólica do mundo, assinou nesta terça-feira (26) em Natal protocolo de intenções para instalar ainda este ano a primeira base de operações da companhia na região Nordeste – o primeiro escritório de inovação que abre no país. 

A estrutura vai funcionar no Habitat de Inovação do Hub de Inovação e Tecnologia (HIT) do SENAI-RN, um complexo que também sedia o Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER) e o Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER), referências do SENAI no Brasil para pesquisa, desenvolvimento, inovação e soluções de educação para o setor de energia. 

A aliança entre as instituições terá como foco projetos e ações de educação profissional e pesquisa, desenvolvimento e inovação, de mútuo interesse, de olho especialmente nessa indústria. A parceria abre novas perspectivas para formação e desenvolvimento de profissionais que já atuam no mercado ou buscam vagas de emprego em uma frente em ebulição na área: a implantação, operação e manutenção das torres dos parques eólicos. 

“Estamos formalizando a associação de dois gigantes, o SENAI, na América Latina, e a Maersk Training com sua experiência mundial em formação de profissionais para energia eólica”, destacou o francês Patrick Modolo, diretor da Maersk Training Brasil, acrescentando que “para pessoas com formação técnica que procuram inserção nesse setor, isso vai permitir que possam, de maneira rápida, estar no nível que o mercado busca”. 

A Maersk está no Brasil desde 2012. Oferece treinamentos nos segmentos marítimo, de óleo&gás, segurança, guindastes offshore e guindastes portuários, no Rio de Janeiro. Para a indústria eólica, atua por meio de parceria com o SENAI-RN há cerca de um ano e meio. 

Rodrigo Mello, diretor do CTGAS-ER e do ISI-ER, afirma que “a junção das instituições na área traz a expectativa de melhoria gigante para a oferta de treinamentos voltados a essa indústria”. “O setor eólico exige muito da preparação das pessoas que vão trabalhar nos parques. Então a gente entende que essa parceria traz um crescimento importante para a qualidade das pessoas formadas e para o desenvolvimento da indústria”, diz.

O setor, segundo ele, tem demandado muita gente para trabalhar nos últimos anos e está em expansão não só no RN, mas no Brasil, com um pré-requisito básico para os profissionais: a qualificação. “Nós temos uma capacidade instalada grande e ela vai dobrar nos próximos quatro anos, então buscar qualificação é uma questão de oportunidade, de estar preparado”, observa.

Acordo

A Maersk será a segunda empresa a se instalar no Habitat de Inovação do SENAI-RN. A primeira foi a CTG Brasil, uma das líderes no país em geração de energia limpa.

O protocolo de intenções assinado nesta terça-feira terá como desdobramento a formalização de um acordo de cooperação científica e tecnológica ainda em 2021 com o SENAI-RN, por meio do ISI-ER e do CTGAS-ER. Uma vez assinado, possibilitará a estruturação do escritório da Maersk e início da operação dessa estrutura.

A empresa terá, com o acordo, espaço físico com instalações para desenvolvimento de atividades de educação, tecnologia e inovação, além de salas de aula disponíveis e possibilidade de utilização do laboratório de GWO/BST do CTGAS-ER. 

O Centro é a única unidade do SENAI no Brasil com certificação GWO/BST, ou seja, habilitada para oferecer treinamentos básicos de segurança reconhecidos pela Global Wind Organisation, organização global que desenvolve padrões de segurança e treinamento para o trabalho em turbinas eólicas em terra e no mar. A Maersk também oferece esse treinamento. “Mas para a indústria de energia eólica brasileira, é fundamental que os dois gigantes trabalhem juntos, de forma convergente, e não de forma competitiva, brigando por espaço”, diz Rodrigo Mello, do SENAI.  

Keila Torres, gerente de desenvolvimento de negócios da Maersk no Brasil observa que o Rio Grande do Norte – maior produtor nacional de energia eólica, com capacidade instalada de 5.574,8 Megawatts (MW), segundo a ABEEólica – tem localização estratégica no que se refere aos treinamentos voltados à indústria eólica e o acordo com o Senai também é estratégico na área.  

“O Habitat de Inovação do SENAI tem sinergia com os nossos  valores. Temos um grande foco em qualidade e somos reconhecidos globalmente pela nossa filosofia de treinamento. O SENAI tem grande valor na indústria e a junção da Maersk agrega bastante valor”, frisa.

A empresa, acrescenta a executiva, terá como foco principal no HIT o setor eólico mas também enxerga possibilidade de expansão. “O foco a princípio seria voltado para os treinamentos eólicos, tanto técnicos como de segurança, porém a Maersk Training atua em diversos segmentos da indústria de óleo e gás que podem ser desenvolvidos em Natal”, diz.


Comente aqui