Economia

Em agosto, IPC e Cesta Básica aumentam no município de Natal

FOTO: DIVULGAÇÃO

O Índice de Preços ao Consumidor – IPC, da cidade do Natal, calculado pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte – Idema, através da Coordenadoria de Estudos Socioeconômicos – CES registrou no mês de agosto de 2021, aumentou 0,67%, em relação ao mês anterior. Com este resultado, a variação no ano ficou em 5,13%, já nos últimos doze meses (Setembro/2020 a Agosto/2021) atingiu 8,55% e 547,88% desde o início do Plano Real.

O grupo Alimentação e Bebidas, que responde por 32,43% do índice geral em termos de participação no orçamento familiar, apresentou uma variação positiva de 1,05% em relação ao mês anterior. Os itens que mais contribuíram para esse aumento de preços foram: Farinhas, Féculas e Massas (5,84%), Bebidas e Infusões (4,44%), Açúcares e Derivados (3,62%), Tubérculos, Raízes e Legumes (3,07%), Óleos e Gorduras (2,45%) e Sal e Condimentos (2,41%).

O setor de Transporte apresentou neste período uma variação positiva de 0,63% em função do aumento de preços nos seguintes itens: Veículo Próprio (1,17%) e Transporte Público (0,76%).

O grupo artigos de residência apresentou uma variação positiva de 0,54%. Os itens que mais contribuíram para esse aumento de preços foram: Cama, Mesa e Banho (1,39%), Eletrodomésticos e Equipamentos (1,29%), TV, Som e Informática (0,74%) e Utensílios e Enfeites (0,69%).

Cesta Básica:

O custo da Cesta Básica na cidade do Natal, em agosto de 2021, teve uma variação positiva de 0,68% em relação ao mês anterior.

Nas despesas com os produtos essenciais, o custo com a Alimentação por pessoa foi de R$ 479,49. Para uma família constituída por quatro pessoas, esse valor alcançou R$ 1.917,96. Se a essa quantia fossem adicionados os gastos com Vestuário, Despesas Pessoais, Transportes etc., o dispêndio total seria de R$ 5.914,26.

Dos treze produtos que compõem a Cesta Básica, oito tiveram variação positiva: café (8,32%), açúcar (7,56%), margarina (7,52%), farinha (6,32%), legumes (5,21%), leite (4,41%), tubérculos (1,38%) e feijão (1,24%). As variações negativas ocorreram em cinco produtos restantes: Óleo (-2,46%), Carne de Boi (-1,39%), Frutas (-1,19%), Pão (-0,78%) e Arroz (-0,49%).

INFLAÇÃO NATAL

Agosto de 2021

  • Variação no mês: 0,67%
  • Variação no ano: 5,13%

IPC

  • Janeiro – 0,57%
  • Fevereiro – 0,49%
  • Março – 0,79%
  • Abril – 0,62%
  • Maio – 0,43%
  • Junho – 0,53%
  • Julho – 0,92%
  • Agosto – 0,67%

Comente aqui