Brasil

Eleitora pede Exército na rua e Bolsonaro diz que ‘agora vai agir’

APOIADORES PEDIRAM O USO DE MILITARES CONTRA DECRETOS DE GOVERNADORES E PREFEITOS NA PANDEMIA. FOTO: REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, nesta sexta-feira (14), o presidente Jair Bolsonaro foi questionado sobre o uso do Exército contra governadores e prefeitos na pandemia, para impedir decretos que restringem o funcionamento de comércios e a circulação nas ruas. Bolsonaro respondeu dizendo que “vai agir” daqui para frente.

“Pessoal, eu não fechei nada, o meu Exército só vai para a rua para manter a liberdade de vocês, jamais vai bater dentro de casa. Eu respondo pelos meus atos. Agora, se governadores e prefeitos estão na contramão…”, disse o presidente.

“Não vai para a rua?”, questionou uma mulher. “Já dei o recado que tinha que dar, daqui para frente eu vou agir, ok?”, completou o presidente, sendo ovacionado pelos apoiadores.

Não é a primeira vez que Bolsonaro faz insinuações do tipo. Em abril, durante viagem ao município de Feira de Santana, na Bahia, o presidente voltou a criticar governadores que adotaram medidas restritivas como forma de combate à pandemia do coronavírus. Segundo ele, gestores tentam impor “ditadura” à população e assegurou que o “suplício” do isolamento social deve acabar em breve.

Forum


Comente aqui