Cidades

Dois hotéis em Ponta Negra são notificados por lançamento de água residual de piscinas na praia

FOTO: DIVULGAÇÃO

Dois hotéis na orla da praia de Ponta Negra, zona Sul da capital, foram notificados por lançamento irregular de água residual de piscinas para a rede de drenagem na tarde dessa terça-feira (23). Os efluentes também alcançavam  a escadaria da Erivan França, onde chegavam diretamente para a praia. Os estabelecimentos estão localizados na Rua Francisco Gurgel e Rua da Praia.

Fiscais da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) realizaram a vistoria a pedido do Ministério Público nos dois estabelecimentos. No entanto, o órgão já havia notificado no mês de setembro todos os hotéis, pousadas e restaurantes da orla de Natal para as adequações no sistema de esgotamento sanitário e do licenciamento ambiental.

“Como os estabelecimentos estão dentro dos prazos dados para conclusão dos reparos ainda não foram autuados, mas notificados novamente a adequar o descarte da água”, explica o supervisor de fiscalização de poluição de água e do solo (SPASO), Gustavo Szilagyi.

A reunião no mês de setembro contou com a presença de representantes  da Associação Brasileira de Hotéis (ABIH) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) onde foi apresentada a necessidade de adequações para evitar problemas na rede de drenagem da Erivan França, uma vez que o lançamento dessas águas é recorrente.

Para acabar com o problema, a Semurb deu um prazo de 60 dias para que todos façam essas adequações e de 180 dias para que os associados promovam o licenciamento do imóvel e das atividades daqueles que ainda tem alguma pendência. Também participou do encontro, o secretário de Turismo (Setur), Fernando Fernandes.

“As notificações em setembro ocorreram para que eles se preparassem para o período da alta estação e evitássemos o problema, que prejudica a imagem da cidade e pode afastar turistas. O objetivo é que não tenhamos águas servidas de nenhuma natureza, sendo lançada em via pública e na praia, e assim garantir a qualidade do meio ambiente e o bem-estar dos visitantes”, finaliza Szilagyi.

Flagrantes deste tipo de irregularidade podem ser denunciados pela população pelo canal da Ouvidoria da Semurb de segunda a sexta-feira das 8h às 16h, pelo telefone (84) 3616-9829 ou e-mail [email protected].



Comente aqui