Segurança

Dois dias após retirada de acampamento dos “Sentinelas de Cristo”, suicídio volta a ser registrado na Ponte Newton Navarro

A AÇÃO FOI BEM VISTA E CHAMOU A ATENÇÃO DA POPULAÇÃO E PODER PÚBLICO PARA DISCUTIREM SOLUÇÕES EFICAZES PARA PREVENIR E COMBATER ESSAS TENTATIVAS. FOTO: REPRODUÇÃO

Dois meses de trabalhos intensos incluindo vigílias, reversamento de turnos, orações e aconselhamentos através de uma grupo de religiosos, que ficou conhecido como “Sentinelas de Cristo”, e vidas foram poupadas. A ideia era mostrar que há um outro caminho para sanar a dor. Acabar com a vida não era/é a melhor solução. Os Sentinelas levantaram acampamento no final da tarde da última sexta-feira, 5 e nesse domingo, 7, uma pessoa lançou-se ao mar.

OS SENTINELAS LEVANTARAM ACAMPAMENTO NO FINAL DA TARDE DA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA, 5 E NESSE DOMINGO, 7, UMA PESSOA LANÇOU-SE AO MAR. FOTO: DINARTE ASSUNÇÃO / AGÊNCIA O GLOBO

A intenção, sem dúvidas, é bonita e a ação louvável. Lamentavelmente, a incidência de tentativas de suicídio na Ponte Newton Navarro ganhou os holofotes e, muitos “atrás de 15 minutos de fama”, também estiveram entre os que buscavam atentar contra a vida por dor.

Tirando essa estatística dos “aproveitadores da mídia”, a ação foi bem vista e chamou a atenção da população e poder público para discutirem soluções eficazes para prevenir e combater essas tentativas. Infelizmente, por mais que hajam incentivos, boa vontade e ações; o número de ocorrências pode até cair, o foco pode deixar de ser a Ponte, mas sempre haverá alguém, em algum lugar que sente uma angústia que nem ele mesmo sabe explicar, que em fração de segundos sua luz deixa de brilhar e a vida se esvai.

Prevenção

O suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde como um problema de saúde pública, tirando a vida de uma pessoa por hora no Brasil, mesmo período no qual outras três tentaram se matar sem sucesso. Trata-se de um problema que se pode prevenir na grande maioria das vezes e esse é um dos maiores esforços do Centro de Valorização à Vida (CVV).

O estudo e a discussão do tema suicídio é uma das formas mais eficientes de se promover a prevenção, pois esta só é possível quando a população, os profissionais da saúde, os jornalistas e governantes têm informações suficientes para conduzir as medidas adequadas e ao seu alcance nessa frente.

O CVV assumiu como tarefa, desde a sua criação, estimular essa discussão, ação esta que passou a merecer mais empenho nesses últimos anos. A meta é apoiar as pessoas com necessidade de ajuda emocional e em locais e situações de risco, ajudando-as a lidar com as realidades cotidianas e inesperadas em qualquer lugar da comunidade.

Ao participar das atividades promovidas, as pessoas têm oportunidade de desenvolver o autoconhecimento, despertar o sentimento de solidariedade e, futuramente, se desejarem, podem se capacitar para se tornarem voluntárias, contribuindo na disseminação das atividades em comunidade e ampliando a participação da sociedade no projeto.

Serviço:

Os contatos com o CVV podem ser realizados pelos telefones 188 (24 horas e sem custo de ligação),  pessoalmente (nos 110 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br, por chat e  e-mail. Nestes canais, são realizados mais de 2 milhões de atendimentos anuais, por aproximadamente 2.400 voluntários, localizados em 19 estados mais o Distrito Federal.

CVV GASS NATAL/RN

Endereço: Largo Junqueira Aires, 390 – Cidade Alta – Natal/RN

Informações: cvvgass.natal@cvv.org.br

As reuniões acontecem sempre nas 2ª segunda-feira do mês das 15:00h às 17:00h e a cada 4ª quarta-feira do mês das 19:00h às 21:00h.


Deixe um Comentário