Cidades

Detran-RN qualifica policiais rodoviários para identificar fraude veicular

FOTO: DIVULGAÇÃO

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) iniciou a capacitação dos policiais militares do 5º Distrito de Policiamento Rodoviário Estadual (5º DPRE) no Curso de Identificação Veicular. No total, 80 policiais responsáveis pela fiscalização e segurança de tráfego nos municípios de Nova Cruz, Santa Cruz e Goianinha, com a missão de cobrir o litoral Sul, Agreste e Trairi estão passando pela qualificação que acontece na cidade de Nova Cruz.

De acordo com o instrutor de Trânsito do Detran, Felipe Péricles, a medida visa equipar o policial com maior poder e conhecimento para identificar indícios de fraudes em veículos e assim combater com maior eficiência crimes de roubos, furtos e adulteração veicular. “Com essas informações os policiais aumentam a eficiência da fiscalização do Estado contra crimes de adulteração e roubo, bem como as infrações de trânsito relacionadas a veículos como mudança de característica, equipamentos obrigatórios, transformações e outros”, explicou.

Serão quatro turmas capacitadas com 20 alunos em cada uma, onde a primeira foi concluída na quarta-feira (14) e segunda iniciou nesta quinta (15). O Curso de Identificação Veicular é vital para a leitura técnica apurada e correta dos códigos veiculares e para percepção de análise de segurança dos automóveis. Com a capacitação, os policiais terão maior capacidade técnica de detectar possíveis irregularidades no veículo, evitando, dessa forma, situações delituosas, a exemplo de clonagem e adulteração veicular em geral.

Nesse ponto, o treinamento leva aos participantes a capacidade de reconhecer fraudes ou adulterações nos identificadores veiculares e na documentação do automóvel, aferindo tecnicamente se o objeto vistoriado é idôneo ou procedente de produto de roubo, furto ou adulteração.

A capacitação conta com uma carga horária de 20h/aula compreendendo as disciplinas de “Identificação Veicular”; “Legislação de Trânsito”; “Tipos de Vistorias, Serviços e Procedimentos”; e “Estágio Supervisionado”. O Curso segue em conformidade com as diretrizes determinadas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e com as resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que tratam sobre o tema.


Comente aqui