Brasil

Deputado do PCdoB pedirá que Bolsonaro seja investigado após fala sobre nordestinos

GOVERNADORES DO NORDESTE TAMBÉM REAGIRAM À FALA DO PRESIDENTE, COM MANIFESTAÇÕES NO TWITTER E EM UMA CARTA. FOTO: INSTAGRAM

O vice-líder do PCdoB na Câmara, deputado federal Márcio Jerry (MA), anunciou que pedirá à PGR (Procuradoria-Geral da República) que investigue o presidente Jair Bolsonaro (PSL) por declarações feitas ontem em Brasília a respeito dos governadores do Nordeste, especialmente o do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

Antes de iniciar uma entrevista para veículos nacionais e estrangeiros e aparentemente sem saber que sua fala poderia estar sendo gravada, o presidente afirmou ao ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni: “Dentre os (ou aqueles) governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara”.

“Representarei à PGR para apurar cometimento de crime comum, neste caso crimes de ameaça, contra a honra e racismo [em referência ao uso da palavra “paraíba”, expressão pejorativa contra nordestinos usada no Rio de Janeiro]. Irei analisar também a existência de crime de responsabilidade”, diz Jerry.

“O presidente Jair Bolsonaro parte para agressões e ameaças aos governadores do Maranhão, Flávio Dino, e da Paraíba, João Azevêdo. Agride dois Estados, revela uma vez mais sua arrogância. Agride de novo a democracia, se mostrando totalmente despreparado para o exercício da presidência”, alega o parlamentar.

Uol


1 Comentário

  • Na condição de PARAIBANO não me sinto constrangido pelo comentário do senhor presidente da República; ao contrário, CONCORDO plenamente com suas críticas e NÃO AUTORIZO a esse petralha a falar, de forma generalizada, em nome dos nordestinos, pois a mim ele NÃO REPRESENTA.

Deixe um Comentário