Mundo

Deputado argentino renuncia após atos eróticos ao vivo em sessão virtual

FOTO: REPRODUÇÃO

O deputado argentino Juan Emilio Ameri, da aliança governista Frente de Todos, renunciou ao cargo nessa sexta-feira (25/9), após ter protagonizado atos eróticos ao vivo durante uma sessão virtual da Câmara dos Deputados.

Ele já havia sido suspenso pelo Congresso da Argentina por conta do episódio.

Na transmissão, que ocorreu nessa quinta-feira (24/9), ele baixa o decote da camiseta de uma mulher, que estava em seu colo, apalpa e beija os seios dela.

Durante o ato, outros deputados discutiam a lei de defesa do patrimônio do Fundo de Garantia da Sustentabilidade.

O presidente da Câmara, Sergio Massa, interrompeu o debate ao ver as carícias trocadas pelo colega e formou uma comissão para decidir qual punião seria aplicada. Ao tentar justificar o episódio, Juan Emilio Ameri afirmou que não sabia que a câmera de seu computador estava ligada naquele momento, porque sua “internet funciona muito mal”.

Com a repercussão do caso, que foi chamado de “tetagate”, ele apresentou renúncia por volta de 1h da madrugada de hoje. “Consciente da responsabilidade que meu cargo representa, coloco à disposição minha renúncia como deputado nacional”, escreveu ele na carta enviada a Câmara, que aprovou a abdicação por 224 votos a favor, um contrário e três abstenções.

Ameri havia sido eleito deputado em 2019, pela província de Salta, e pertence à coalizão de centro-esquerda Frente de Todos, liderada pelo presidente Alberto Fernández.


Comente aqui