Economia

Depois de um ano difícil, setor imobiliário do RN voltará a crescer em 2017, avalia o SECOVI/RN

 SEGUNDO O PRESIDENTE DO SINDICATO DA HABITAÇÃO DO RIO GRANDE DO NORTE (SECOVI/RN),  JÁ HÁ INDÍCIOS DE QUE, A PARTIR DO SEGUNDO BIMESTRE DO PRÓXIMO ANO, O SETOR COMEÇARÁ A REAGIR.

SEGUNDO O PRESIDENTE DO SINDICATO DA HABITAÇÃO DO RIO GRANDE DO NORTE (SECOVI/RN), JÁ HÁ INDÍCIOS DE QUE, A PARTIR DO SEGUNDO BIMESTRE DO PRÓXIMO ANO, O SETOR COMEÇARÁ A REAGIR.

O ano de 2017 deverá se registrar a retomada do crescimento do mercado imobiliário potiguar, que enfrentou “turbulências”, geradas pela interferência da crise política na economia. Segundo o empresário Renato Gomes, presidente do Sindicato da Habitação do Rio Grande do Norte (SECOVI/RN), já há indícios de que, a partir do segundo bimestre do próximo ano, o setor começará a reagir. “O mercado é muito cíclico e o que tinha de surpresa negativa para acontecer, já aconteceu. Depois de o mercado chegar ao fundo do poço impulsionado pela economia, agora se nota a retomada do crescimento. Essa é a expectativa”, explica.
Ele revela que o pior já passou para o mercado imobiliário potiguar, que foi duramente atingido pela falta de crédito para os consumidores e de falta de confiança. Gomes aposta que em 2017 haverá novos lançamentos, tendo em vista que os estoques de imóveis prontos para morar já decresceram consideravelmente. “O estoque estava muito alto, mas as construtoras conseguiram vender muita coisa”, Explica.

INDICADORES

Renato Gomes anunciou ainda que até o início de janeiro de 2017, o SECOVI/ RN estará divulgando os indicadores do mercado imobiliário do Rio Grande do Norte, a exemplo do que acontecerá nos demais estados brasileiros.
A ferramenta mostrará para investidores, compradores e profissionais o setor, informações atualizadas sobre áreas mais valorizadas, preço do metro quadrado e valor médio de aluguel, compra e venda de imóveis em cada bairro de Natal e das principais cidades do Rio Grande do Norte.



Deixe um Comentário