Geral

Demitidos por decisão do STF, seis servidores da UERN aproveitam brecha da Justiça para se aposentar

UERN abriu seleção para vagas em cursos de graduação (Foto: Divulgação/UERN)

O portal G1/RN destaca que seis servidores demitidos pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) no início do ano, em cumprimento à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), aproveitaram uma brecha criada pela Justiça estadual para se aposentar como servidores do estado. As aposentadorias foram confirmadas pela assessoria de imprensa da universidade.

A matéria assinada pelo jornalista Igor Jácome detalha ainda que no dia 18 de janeiro, uma portaria assinada pelo reitor da instituição demitiu 86 servidores, seguindo determinação do STF. Eles foram efetivados, sem concurso público, por meio de uma lei estadual criada em 1994. A medida foi considerada ilegal pelo Supremo, que analisou uma ação de inconstitucionalidade.

A matéria completa pode ser conferida no link.

*Informações do G1/RN


Deixe um Comentário