Turismo

De olho no verão, Fraport antecipa obras e promete ‘banho de loja’ no aeroporto de Fortaleza

A PROJEÇÃO É DO GERENTE DE OPERAÇÕES DA FRAPORT, ALAN VERAS. ESTA SEMANA COMEÇA A INTERVENÇÃO NAS PISTAS. FOTO: GETTY

Com 85% das obras concluídas, as modificações no Aeroporto Internacional de Fortaleza, Pinto Martins, devem ser entregues antes de maio de 2020, prazo contratual estipulado na concessão pela Agência Nacional de Aviação (ANAC). A projeção é do gerente de Operações da Fraport em Fortaleza, Alan Veras, que assegura que as principais intervenções estarão concluídas ainda neste ano.

“Estamos trabalhando fortemente para entregar neste ano ainda. A ideia é que de novembro para dezembro já esteja com a “cara” do novo aeroporto. Vamos ter, provavelmente, uma nova sala de embarque já em novembro”, afirmou Alan Veras.

Nesta semana, entre hoje a 23, a pista do aeroporto estará fechada para pousos e decolagens nos horários das 5h24min às 10h23min. De acordo com a Fraport, para viabilizar a obra, a atividade foi coordenada antecipadamente com as companhias aéreas para ajustarem o cronograma dos voos de forma a não impactar os passageiros. Nos demais horários, os pousos e decolagens seguem normalmente.

Alan Veras explica que a próxima grande área a ser entregue será a passarela que sai do novo espaço de check-in, em outubro. Hoje os passageiros, ao saírem da escada rolante, precisam fazer um desvio à direita para ter acesso ao embarque.

Nos próximos meses começa também a ser feita a reforma dos banheiros da parte antiga do aeroporto para adequá-lo ao padrão atual, mais amplo e com melhor iluminação. A entrega está prevista entre o fim do ano e o início do próximo.

Já a praça de alimentação e de conveniência, hoje com 80 lojas, deve chegar a 120. Dentre as marcas a chegar, a rede McDonald’s é a próxima a aportar, em setembro ou outubro. A nova sala de embarque e salas vips também terão mais pontos de vendas. Os contratos estão em negociação. “As lojas vão entrando gradualmente a partir do último trimestre do ano até a entrega final”, afirma o gerente de Operações.

O Povo


Deixe um Comentário