Cidades Natal Social

Data marcante: Mãe catarinense ganha de presente uma viagem à Natal

Foto: Reprodução/ Arquivo Pessoal

Foto: Reprodução/ Arquivo Pessoal

Rogéria Matias de Souza é mãe, filha, esposa e trabalhadora. Seu perfil se entrelaça ao de outras mulheres em uma história que perpassa o Brasil de tantas formas.
Rogéria trabalha de 7 às 18h como costureira em uma fábrica na cidade de Garopaba, interior de Santa Catarina. Dos seus 31 anos de idade, quase 20 foram dedicados ao ofício que executa repetidamente desde os 12 anos. Nos tempos que se dizem livres, ela se dedica a cuidar da mãe que tem sérios problemas de saúde decorrentes da obesidade e da filha de sete anos que teve com seu esposo Antonio Adilson Mallmann.
Além de tudo isso, os cuidados com a casa também fazem parte de sua rotina incessante. “Às vezes no domingo ela não tem sequer coragem para levantar da cama, mas sempre tem uma coisa ou outra para fazer”, declara o marido.  O casal se conheceu em um ginásio esportivo na pequena cidade do sul e estão juntos há mais de 10 anos. Apesar da rotina de muito trabalho e poucos recursos, o relacionamento é mantido com companheirismo e admiração. “Eu admiro muito a forma como ela vive. Apesar de tudo ela está sempre satisfeita com o que tem, não é uma mulher amargurada e não vive reclamando”, declara o esposo.
O sentimento é compartilhado entre as outras pessoas da família. A filha do casal está na primeira série do Ensino Fundamental e sempre escreve bilhetes sobre o carinho que sente pela mãe. Foi essa relação que motivou Antonio a parar em uma pequena agência de viagens na cidade onde vive a família e comprar passagens para Natal. “Eu queria fazer uma homenagem em reconhecimento a tudo que ela significa. Natal é uma cidade que fica em outro extremo do país, as pessoas falam muito e tínhamos curiosidade em conhecer”, explica o marido.
Ontem (sábado) a família estava chegando em terras potiguares. Eles permanecerão na cidade por uma semana, tempo em que se prolonga o presente surpresa em comemoração ao Dia das Mães. A família que vem de uma pequena cidade litorânea com uma comunidade de pescadores deve conhecer o sol do outono natalense. Antonio conta que, ao contrário de Natal, sua cidade de origem é ensolarada no verão, durante os meses de dezembro e janeiro, mas que as temperaturas baixam nas outras estações do ano.

Comente aqui