Comportamento

“Coroa metade”? Presença dos 50+ em apps de paquera é crescente

CHAMADA DE “PRATEADOS”, GERAÇÃO ATUAL DE PESSOAS A PARTIR DOS 50 ANOS MOSTRA MAIS INTERESSE NÃO SÓ EM TECNOLOGIA, MAS TAMBÉM EM SEXUALIDADE. FOTO: GETTY

Depois dos 50 anos de idade, muita gente acredita que “já passou o tempo” de curtir algumas coisas da vida, como paquera e encontros casuais. Mas, principalmente nos dias de hoje, está mais que provado que isso não é verdade.

Na mesma medida em que os acessos, cadastros e trocas de mensagens em aplicativos de relacionamento aumentaram desde 2020, a presença dos “prateados” – como é chamada a geração a partir dos 50 – neles também é mais frequente.

Existe, inclusive, uma plataforma especializada neste público. De acordo com um levantamento da consultora de marketing Layla Vallias, houve um aumento de 17% nos cadastros no app Coroa Metade entre abril e outubro de 2020 em comparação aos seis meses anteriores à pandemia.

“A presença digital dos maduros não me espanta! Para eles, a internet é uma janela para o mundo, representa um movimento no momento em que a pessoa começa a trabalhar menos e ficar mais em casa. Relacionar-se com o outro, na forma de amizade ou amor, é fundamental para que mantenham a qualidade de vida”, explica a especialista, que é co-fundadora da Hype50+ e coordenou a pesquisa Tsunami 60+.

Metrópoles


Comente aqui