Política

Confiante, Lula acredita que vitória do PT em 2022 está garantida

O EX-PRESIDENTE PARTICIPOU DA EXECUTIVA NACIONAL DO PT EM SALVADOR NESTA QUINTA. FOTO: RICARDO STUCKER

Presente na reunião da Executiva Nacional do PT em Salvador, nesta quinta-feira, 14, Lula já iniciou os discursos para a corrida eleitoral de 2022. Em sua fala, Lula mencionou a participação do PT nas eleições de 2020 e 2022, fortalecendo a proposta de lançar candidatos pelo partido e, se necessário, polarizar a disputa com os possíveis adversários. “Se o PT tiver um candidato à altura, o PT vai polarizar. O PT polarizou em 94, em 98, em 2002, em 2006, em 2010, em 2014, em 2018. E vai polarizar em 2022!”, afirmou.

Em seguida, Lula menciona a possível candidatura do apresentador Luciano Huck e Ciro Gomes em 2022, enfatizando que o PT os enfrentará na disputa com candidato próprio. “Eles podem botar quem quiser, mas não vão conseguir tirar o PT da disputa eleitoral desse país”, reforçou Lula.“Eu posso subir a rampa em 2022 levando o Haddad, levando os outros companheiros. Mas o PT tem que ter em conta que o partido só cresce se ele disputa. O PT não nasceu para ser partido de apoio”, enfatizou.

Assista:

O ex-presidente também aproveitou o momento para falar do cenário político atual e comentou sobre o processo de privatização da Petrobras no governo de Jair Bolsonaro, denunciando os possíveis interesses pessoais por trás da decisão. “To muito puto com o que eles estão fazendo com a Petrobras. É importante lembrar que não houve aquele leilão que eles queriam fazer, porque eles estão esperando fazer algo maior. Eles estão esperando o fim da partilha pra poder participar, e logo eles vão querer fazer com que a partilha seja desmontada lá em Brasília”, disse. “Estou convencido também que o departamento de justiça dos Estados Unidos está por trás de toda essa safadeza que foi feita aqui”, finalizou.


Deixe um Comentário