Interior do RN

Comoção e revolta marcam despedida de vendedora Renata Ranyelle em São Miguel; Assista

POPULARES GRITARAM PALAVRAS DE ORDEM PEDINDO JUSTIÇA. FOTO: REPRODUÇÃO/MOSSORÓ HOJE

Milhares saíram às ruas na tarde desse domingo, dia 1, para sepultar o corpo de Renata Ranyelle, 23 anos, morta no último dia 30 de novembro, após ser baleada no rosto no dia 23, em assalto simulado pelo ex-namorado Paulo Roberto da Silva, de 36 anos.

O velório aconteceu na casa dos pais, onde Renata morava com a filha de apenas um ano (a criança fez aniversário no dia em que foi constatado o óbito da mãe).

No cortejo até o Cemitério Público Parque de São Miguel, o sentimento era de dor e revolta. Populares gritavam palavras de ordem: “JUSTIÇA”, “ELA NÃO SERÁ ESQUECIDA”.

Assista:

Ainda no final de semana, uma foto do ex-namorado Paulo Roberto segurando a mão de Renata no hospital, pouco depois de efetuar o disparo contra a vítima começou a circular nas redes sociais, fato que gerou ainda mais revolta entre os internautas e população de forma geral.

FOTO: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

A Polícia Civil solicita que a população envie denúncias anônimas que ajudem na localização do suspeito. Informações que possam colaborar com a prisão de Paulo Roberto devem ser enviadas para o Disque-Denúncia 181, com garantia de sigilo. O mandado de prisão temporária, expedido na noite da última quarta-feira, 27, é válido por 30 dias.

Com informações: Mossoró Hoje


Deixe um Comentário