Política

Cícero Martins deverá deixar Presidência do PP por falta de compromisso do vereador Tércio Tinôco

FOTO: DIVULGAÇÃO

Ex-Vereador pelo PP e atual presidente da legenda em Natal, disse que a falta de compromisso do Vereador eleito pelo progressista, Tércio Tinôco, é inaceitável, covarde com o grupo formado por ele e representa a falta de palavra na Política, o que ele sempre defendeu como bandeira.

“Em uma nominata com 31 nomes, coloquei 11 lideranças minhas para concorrer e assumimos um COMPROMISSO de levarmos três suplentes para o Gabinete de quem saísse vitorioso. Após incansáveis desgastes e discussões, consegui fazer com que o Vereador colocasse dois suplentes, mas o terceiro ele não cumpriu. E o resultado é que não deixo meus amigos para trás e nem faço política sebosa. Se o Presidente Estadual não tem força para fazê-lo cumprir, eu entrego à Presidência”.

Cícero Martins ainda deixa claro que seu relacionamento com os Rosados é excelente.

“Tenho muito respeito e admiração por Betinho Rosado, o Presidente Estadual. Somos amigos e nos respeitamos. A minha saída não tem nada haver com ele, pelo contrário, deixo grandes amizades no Partido”.

Cícero relata que, desde o começo da campanha, o atual vereador Tércio já tinha acordos com Álvaro, inclusive na SADEF e, por isso, não apoiaria o candidato Sérgio Leocádio para Prefeito. “Respeitei as “necessidades” dele, cumpri minha palavra, ele foi eleito e traiu nosso grupo. Com esse tipo de gente eu não convivo no mesmo Partido. Não pedi que cumprisse comigo, mas com outro do Partido que ajudou a somar votos para sua eleição. A covardia e falta de compromisso é bicho nojento, e prefiro entregar à Presidência a conviver com esse tipo de política sem palavra. Se precisar de testemunhas, levo o Partido todinho para testemunhar, pelo menos, 20 testemunhas já estão aguardando, caso haja necessidade”, finalizou Cícero.


Comente aqui