Mundo

Casal pede o vinho mais barato de restaurante em NY e recebe uma garrafa de US$ 2 mil por engano

FOTO: ILUSTRAÇÃO

Um jovem casal levou a sorte grande durante sua visita ao badalado restaurante Balthazar, em Nova York, nos Estados Unidos. Um erro do gerente fez com que eles – que pediram o vinho mais barato da casa – fossem servidos com uma garrafa de US$ 2 mil (cerca de R$ 11 mil).

Segundo o dono do estabelecimento, Keith McNally, ao mesmo tempo em que o casal pediu uma garrafa de Bordeaux de US$ 18 (cerca de R$ 100), quatro executivos de Wall Street escolheram um raro Chateau Mouton Rothschild da safra de 1989.

Os dois pedidos foram desengarrafados e colocados em decantadores, para que o vinho pudesse “respirar”. Foi aí que se deu a confusão. Sem o rótulo, o gerente da casa acabou levando o mais caro para o jovem casal e o vinho barato para os homens de negócios.

“Meus funcionários contaram que um dos empresários, o que escolheu a bebida, se disse ser um grande conhecedor de vinhos. Ele ficou se gabando enquanto dizia que o vinho que tinha provado, o barato, era extremamente puro”, disse McNally em uma rede social.

O proprietário do Balthazar não descreveu exatamente quando o caso aconteceu, mas narrou o ocorrido em seu perfil no Instagram na quinta-feira (22). Ele contou que já estava em casa quando seus funcionários o chamaram com urgência para o restaurante.

“Os executivos estavam claramente muito felizes e sem perceber o que tinha acontecido. Isso me colocou em meio a um dilema: eu deveria contar sobre a confusão ou deixá-los seguir em sua abençoada ignorância?”, escreveu o dono do restaurante.

McNally contou ter escolhido fazer a coisa certa e avisar, tanto o casal quanto os homens de negócio sobre a confusão. Segundo ele, o “conhecedor” de Wall Street disse ter pensado que aquele não fosse um Mouton Rothschild, mas não falou nada.

Eles receberam uma garrafa nova da bebida mais cara. Já o jovem casal, que ficou espantado com a confusão, se deu bem: o restaurante não trocou a bebida e cobrou apenas os US$ 18 do pedido.

G1


Comente aqui