Política

CAMPANHA DE 2018: Dívidas da última campanha podem atrapalhar as intenções políticas do ex-deputado Antônio Jácome

FOTO: DIVULGAÇÃO

Provável candidato a deputado federal nas eleições de 2022, o ex-deputado Antônio Jácome corre o risco de  enfrentar diversas demandas judiciais coletivas por inadimplência junto a profissionais da área de marketing que atuaram em sua última campanha.

A suposta falta de pagamentos envolve jornalistas, publicitários, cineastas e pessoal de apoio que resolveram tornar público a situação que se arrasta há anos, sem que qualquer acordo tenha sido efetivado.

Em nota enviada ao BLOG DO FM, esse profissionais fazem um apelo a Jácome, na esperança de que o assunto seja resolvido e eles possam receber o que faltou do acordado.

Segue abaixo a nota:

Grupo com mais de 25 profissionais entre jornalistas, publicitários, cineastas e pessoal de apoio, resolveu fazer um apelo ao Sr. Antônio Jácome em nome do sustento de suas próprias famílias. Eles trabalharam na campanha eleitoral do ex-deputado federal Antônio Jácome para o senado em 2018 e estão até hoje sem receber o restante do pagamento.

São chefes de mais de 25 famílias que precisam receber pelos serviços prestados. As negociações se arrastam há quase quatro anos.

Este será o apelo final amigável antes do grupo partir para uma ação judicial coletiva pois já existe uma ação por parte da produtora de vídeo (Processo: 0856035-83.2019.8.20.5001), onde a primeira decisão já determina o pagamento em sua totalidade do acordado com as devidas multas, correções e danos ou o bloqueio de bens.

Entre os integrantes da equipe de marketing da campanha que assinam a carta, destacam-se os profissionais Mark Wynkler, Fábio Nogueira, João Ribeiro, Natasha Ferreira, Jomar Dantas, Pedro Medeiros, dentre outros profissionais da propaganda, jornalismo e audiovisual potiguar.

Eles trabalharam e se empenharam para que o então deputado obtivesse mais de 300 mil votos para o senado. Com as eleições se aproximando, fica cada vez mais evidente que a situação tem que ser resolvida caso o ex deputado queira ser candidato.


Comente aqui