Economia

Café Ouro Branco retoma atividades com expectativa de gerar até 90 empregos diretos em Currais Novos

A MARCA, QUE POSSUI 70 ANOS DE EXISTÊNCIA, VINHA PASSANDO POR UM PERÍODO DE DIFICULDADES

A retomada da produção do Café Ouro Branco, no município de Currais Novos, foi anunciada nessa quarta-feira, 13, por um grupo de representantes do Grupo Atacadão Vicunha. Na ocasião, o secretário adjunto de desenvolvimento econômico Silvio Torquato recebeu o prefeito de Currais Novos Odon Júnior e grupo que anunciaram a retomada das atividades.

A reunião foi acompanhada pelo coordenador de desenvolvimento industrial (SEDEC) Téo Tomaz, que recebeu dos empresários a requisição de enquadramento no novo Programa de Estimulo ao Desenvolvimento Industrial do RN (Proedi), essencial para a reabertura da empresa. A marca Café Ouro Branco possui 70 anos de existência. Segundo os representantes, a empresa vinha passando por um período de dificuldades que teve início há 10 anos e se agravou nos últimos 5 anos.

Com a reativação, o Grupo Vicunha irá gerar 30 empregos imediatos, podendo chegar a 90 o número de empregos diretos gerados nos próximos meses graças ao enquadramento no Proedi. Segundo o secretário adjunto Silvio Torquato, o Programa beneficia a interiorização da indústria e concede, neste caso, entre 80% e 85% de abatimento no ICMS. 

Participaram também da reunião o secretário chefe de gabinete de Currais Novos Rodolfo Barros de Lucena, e os representantes do grupo Atacadão Vicunha: Francisco Severiano, Ronaldo de Souza, Gileno Cortez e Isaac Cunha.

O presidente do Sindicato da Indústria de Torrefação e Moagem de Café (Sindicafe/RN) Eider Dantas comentou a notícia: “Foi com imensa alegria e satisfação que recebemos a informação de que Francisco Severiano, grande empresário de Currais Novos, adquiriu o controle da fábrica do Café Ouro Branco” declarou. Eider parabenizou o trabalho da governadora Prof. Fátima Bezerra e do secretário Jaime Calado, à frente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico pela implementação do Proedi, responsável por garantir novamente a competitividade do produto no mercado. “Vale ressaltar a importância desse incentivo, sem o qual essa empresa não teria condições de competitividade no mercado”, disse.


Deixe um Comentário