Cultura

Caetano e filhos põem Vale do Anhangabaú para cantar na Virada Cultural

SHOW FEZ O PÚBLICO LOTAR O PALCO PRINCIPAL, NO VALE DO ANHANGABAÚ

Caetano Veloso trouxe um clima de reunião familiar para o palco principal da Virada Cultural de São Paulo, no Vale do Anhangabaú, no Centro, na noite deste sábado (18).

Foi como um convite à sala de estar da casa Veloso, onde Caetano e os filhos Tom, Zeca e Moreno fizeram um som em clima de intimidade e cumplicidade. Foi quase como sentar com eles para tomar um café depois de um almoço de domingo.

Começa Virada Cultural em São Paulo
CAETANO VELOSO E OS FILHOS NO PALCO DO ANHANGABAÚ — FOTO: FÁBIO TITO/G1

A apresentação “Ofertório” roda o país e o mundo desde 2017. Em um texto escrito por Caetano na época em que a turnê ganhou esse nome, ele chamou a reunião de “aventura familiar” e contou que o nome do espetáculo nasceu de uma missa em homenagem à mãe dele. Todos esses laços que estão por trás das criações explicam o clima de afeto e intimidade que ecoou pelo Anhangabaú.

Num intervalo, o cantor falou sobre a canção que nomeia o show. “Não sou religioso, mas canto essa música como homenagem à religiosidade dos meus três filhos”, disse. Em seguida, o público, em coro, xingou o presidente Jair Bolsonaro (PSL). O cantor ficou em silêncio. Quando os xingamentos terminaram, disse: “Continuo não sendo religioso”. E emendou a música “Ofertório”.

A atmosfera minimalista e familiar destoou da participação de Caetano na Virada de 2018, quando ele desfilou com o bloco de carnaval Tarado ni Você pela Rua da Consolação. Sem os filhos, o cantor chegou a cantar “Leãozinho” em ritmo carnavalesco.

Caetano Veloso e os filhos no palco do Anhangabaú — Foto: Fábio Tito/G1
CAETANO VELOSO E OS FILHOS NO PALCO DO ANHANGABAÚ — FOTO: FÁBIO TITO/G1
Público lota o Anhangabaú

O frio da noite deste sábado não intimidou o público, que lotou o Vale do Anhangabaú. “Trouxe capa de chuva, água. Frio não me espanta, não”, disse Maria Teresa Maximiliam, de 66 anos, que duas horas antes do começo do show já estava em frente ao palco. “Acompanho Caetano há muitos anos e venho em todas as Viradas.”

Solange Cardozo, de 52 anos, disse que veio de Santa Catarina com a mãe e a nora só para assistir ao show de Caetano. “Uma família vindo assistir à outra”, brincou.

Segundo a São Paulo Turismo (SPTuris), 160 mil pessoas assistiram ao show no Anhangabaú.

FONTE: G1


Deixe um Comentário