Famosos

“BELO NA CADEIA”: A temporada do cantor na prisão será próxima biografia não autorizada de Léo Dias

Vale lembrar que Belo foi preso em seu condomínio, no Rio de Janeiro no ano de 2002 e condenado a oito anos de prisão em regime fechado pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Reprodução / Polícia Civil

O jornalista Leo Dias revelou, nessa segunda-feira, 17, através de seu perfil no Instagram, que sua próxima biografia será sobre o cantor Belo. No começo deste ano, o contratado do SBT lançou seu primeiro livro contando a vida da cantora Anitta e, na ocasião, revelou que também lançará outras publicações sobre famosos.

“Furacão Anitta”. Biografia não autorizada publicada pelo Jornalista Leo Dias. Foto: Mauro Akin Nassor/ CORREIO

Nas redes sociais, o jornalista deu mais alguns detalhes do novo projeto: “Na próxima semana a Ediouro (editora) começa oficialmente os trabalhos da biografia não autorizada do cantor Belo na cadeia. Este será, dentro do mercado editorial , um dos grandes lançamentos de 2020”, começou Leo.

O “fofoqueiro” também contou que o pagodeiro não quis se envolver com o projeto: “O cantor não aceitou participar do livro e a Lei Brasileira agora dá esse direito aos jornalistas envolvidos. Teremos um dos maiores nomes do jornalismo policial carioca entre a equipe. O livro começa no dia da prisão do cantor e vai contar todos os segredos por trás das grades”, destacou.

Veja o texto completo do post:

Na próxima semana a Ediouro começa oficialmente os trabalhos da biografia não autorizada do cantor Belo na cadeia. Este será, dentro do mercado editorial , um dos grandes lançamentos de 2020. O cantor não aceitou participar do livro e a Lei Brasileira agora dá esse direito ao jornalistas envolvidos. Teremos um dos maiores nomes do jornalismo policial carioca entre a equipe. O livro começa no dia da prisão do cantor e vai contar todos os segredos por trás das grades

Vale lembrar que Belo foi preso em seu condomínio, no Rio de Janeiro no ano de 2002. Depois foi condenado a oito anos de prisão em regime fechado pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, em decisão unânime dos desembargadores.


Deixe um Comentário