Natal

Baixou o nível: empresário Gustavo Rocha ridiculariza procuradora Marjorie Madruga e diz que ela e o Reis Magos “exibem ruínas físicas impossíveis de se reformar”

CONTRA O TOMBAMENTO DO REIS MAGOS, GUSTAVO ROCHA USA O TWITTER PARA ESCRACHAR….

…. A PROCURADORA MARJORIE MADRUGA, A QUEM CHAMOU DE “ABJETA”, (SUJA, ASQUEROSA, IMUNDA)

A discussão sobre o tombamento ou não do hotel Reis Magos ultrapassou o limite do bom senso: através de suas redes sociais, o empresário natalense Gustavo Rocha, filho do ex-presidente da FIERN, Bira Rocha, “escrachou” a procuradora do Estado, Marjorie Madruga, que defende com unhas e dentes a tese de que o hotel-monstrengo que enfeia ainda mais a praia do Meio deve permanecer em pé.

Em uma postagem em seu Twitter, Rocha optou por dar um tiro de bazuca em Marjorie Madruga, ao invés de defender sua opinião  com argumentos técnicos.

Pegou pesado:

A semelhança física entre Marjorie Madruga e o hotel Reis Magos é impressionante.  Ambos exibem ruínas físicas impossíveis de se reformar.

– Ambos projetam o mesmo mau gosto estético.

– A relação de ambos explica-se na sina de aparecerem juntos na via pública.

Gustavo Rocha ainda tachou a procuradora de “Abjeta”, (suja, asquerosa, imunda) ao também compará-la com o senador Jean Paul Prates, a quem considera “um dejeto que a política produziu”.

Prates, considerado um paraquedista da política do Rio Grande do Norte, andou dando declarações à favor do tombamento do Reis Magos….

Disse o que quis e ouviu o que não quis.


2 Comentários

  • Enquanto morador da Praia do Meio e no alto dos meus BEM VIVIDOS 65 anos de idade – fisicamente – não estou longe dessa visão FANTASMAGÓRICA e HORRIPILANTE definida pelo cidadão Gustavo Rocha, haja vista que a ação inerorável do TEMPO nos torna flácidos, desengonçados, feios e “incomíveis”. Assim, associo-me a sua indignação, pois também sou VÍTIMA do que outrora foi o Hotel dos Reis Magos, hoje apenas entulhos que nada acrescenta de POSITIVO ao nosso já combalido bairro, a não ser obstacular ações que poderiam alavancar a nossa economia e gerar empregos para vários segmentos, útil apenas e tão somente, na mente desencontrada que NÃO acompanhou a célere evolução social. Infelizmente. Mas que se continuem os esforços, afinal, MÚMIAS só têm vez quando retiradas de sarcófagos. Viu?

Deixe uma resposta para José WALTERLER X