Cidades

Aventura de Norte a Sul do país pilotando um Jeep: Potiguar realizará ‘viagem dos sonhos’

FOTO: REPRODUÇÃO

Sair de Touros, no litoral Norte do Rio Grande do Norte e percorrer toda a BR-101, a segunda maior rodovia federal do Brasil, numa extensão de 4.542 quilômetros, até chegar ao extremo Sul do Rio Grande do Sul, na Lagoa dos Patos, em São José do Norte não é pra todos. Só é possível para um aventureiro, alguém que tem ação, corre atrás de seus sonhos e desejos. Pessoa destemida, que ama aventura.

 O proponente dessa façanha é Magnaldo Alves – o “Magaiver” – como é conhecido no universo off Road do nosso Estado. Agora se engana quem pensa que ele vai enfrentar esse desafio num carro confortável. Ele vai percorrer 12 estados pilotando um Jeep Ford-Wyllis 1973, tendo como companheira de viagem a sua mulher Edileusa Tavares.

A viagem- aventura está programada para junho de 2021, saindo no dia 3 da praia de Cajueiro, em Touros – marco zero da BR-101. O roteiro inclui a capital federal, Brasília, onde Magaiver pretende entregar reivindicações dos jipeiros do Nordeste ao presidente da República. Depois disso seguirá a Brusque, no estado de Santa Catarina, onde manterá contato com associados do Jeep Clube da cidade, onde anualmente é promovida a Fenajeep – o maior evento off Road do Brasil – que não foi realizado no ano passado nem será realizado este ano, por causa da Pandemia do coronavírus.

Pelas principais cidades por onde passar, Magaiver pretende se reunir com praticantes da atividade fora de estrada locais, para a troca de informações sobre o universo off Road, ao mesmo tempo em que divulgará as potencialidades turísticas do Rio Grande do Norte.

“Este é um sonho que pretendo concretizar e que venho planejando há algum tempo. Agora chegou o momento de executar. Estamos a procura de patrocinadores para que essa aventura se torne realidade e cumpra seus objetivos”, diz Magaiver.

Aventura e Criatividade

Aventura e criatividade são pontos marcantes na vida de Magaiver. Há 13 anos ele resolveu comprar o Jeep no qual enfrentará esse desafio, de uma forma inusitada. Edileusa estava guardando umas economias para fazer a festa de Bodas de Prata do seu casamento com Magaiver. Ele não titubeou quando apareceu o jeep Ford 1973 para venda na cidade de Parelhas, na região Seridó do Estado. Sem combinar com a mulher ele foi ao local onde o dinheiro estava sendo guardado para a festa e “raspou o taxo” para comprar o Jeep. Por causa dessa artimanha, os seus colegas do movimento fora de estrada logo apelidaram o Jeep de “Bodas de Prata”. É nele que pretende percorrer o País de Norte a Sul, na companhia de Edileusa.



Comente aqui