Governo

Assista: enquanto a classe política potiguar se omite, Robinson Faria grava vídeo, pede apoio da população e diz que não negocia com bandidos

Diante da pública e notória omissão da classe política potiguar com relação a crise do sistema prisional que eclodiu no último sábado no presídio de Alcaçuz e que agora ganha as ruas de Natal e se pulveriza em outras unidades prisionais do estado,  o governador  Robinson Faria prossegue quase que solitariamente com a missão de restabelecer a ordem pública. Até o momento, instituição como a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputados federais e senadores não esboçaram qualquer gesto de apoio ao governo, sequer de forma institucional. A Prefeitura do Natal, que dispõe de um contingente de guardas municipais, também não externou qualquer posicionamento sobre a situação, nem disponibilizou seu efetivo para somar com o patrulhamento da cidade.

Em uma mensagem de vídeo que a sua assessoria enviou na noite de ontem para as redes sociais, o governador Robinson Faria se dirige à população e diz que o seu governo não recuou, nem negocia com bandidos. Ele pede o apoio da população, conclama e se enfatiza que vai vencer o desafio. “Confiem no governador, confiem na nossa polícia, jamis eles serão maiores que o Estado”, disse.

 

 


Deixe um Comentário