Esporte

Argentina ‘vinga’ Copa América, bate Chile de virada e pressiona o Brasil

DI MARÍA MANDOU A TORCIDA 'CALAR A BOCA' (Foto: Getty)

DI MARÍA MANDOU A TORCIDA ‘CALAR A BOCA’ (Foto: Getty)

Mesmo estádio, mesmos times e final diferente. No reencontro de Chile e Argentina no Estádio Nacional, em Santiago, quem levou a melhor foram os Hermanos. Se na final da Copa América de 2015 os donos da casa ficaram com o título após a disputa por pênaltis, nesta quinta-feira, a vitória foi dos visitantes: 2 a 1, de virada, pelas eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo de 2018.

Os chilenos abriram o placar aos 10 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio da direita, Gutiérrez cabeceou no canto esquerdo do goleiro Romero. Porém, pouco depois, veio o empate.

Aos 19, Di María fez um golaço. Banega tirou de dois marcadores dentro da área, e a bola sobrou para o camisa 7, que, mesmo com o pé direito, chutou colocado à esquerda de Claudio Bravo.

Logo na sequência, a Argentina virou o jogo. Com 24 minutos do relógio, Messi protegeu a bola dentro da área e tocou para Mercado finalizar com um voleio no canto esquerdo do gol.

TABELA

O resultado levou a Argentina aos oito pontos, assumindo a quarta colocação na tabela das eliminatórias sul-americanas e jogando o Brasil para o quinto lugar, com sete pontos.

Para retomar a posição, a seleção brasileira precisa bater o Uruguai na próxima sexta-feira. Já o Chile, que começou a rodada em quinto, agora é o sexto, também com sete pontos.

Fonte: ESPN



Comente aqui