Polêmica

Após foto de pênis no Facebook, Magno Malta diz que teve o celular clonado

O EX-SENADOR POSTOU PRINT DO VÍDEO DE UM MÉDICO QUE QUESTIONAVA A GRAVIDADE DO CORONAVÍRUS, E NÃO PERCEBEU QUE HAVIA ALGO A MAIS NA IMAGEM. FOTO: AGÊNCIA SENADO/DIVULGAÇÃO

O ex-senador Magno Malta afirmou, em conta oficial no Twitter, nesta quarta-feira (20/1), que teve o celular clonado e “talvez hackeado”. Na terça-feira (19/1), o perfil do político no Facebook postou o print de um vídeo no qual um médico relativiza a gravidade do coronavírus; Malta, entretanto, não percebeu que havia, no canto inferior esquerdo, a imagem de dois pênis.

“Comunico a todos que tive meu celular clonado e talvez raqueado. Tem uma pessoa se passando por mim, usando meu perfil do Facebook… Já estou tomando providências, obrigado!”. Ele ainda complementa e diz que, “se a tentativa é me calar, não vão conseguir”.

A imagem em questão era um print de um vídeo que foi retirado do ar pelo Facebook – segundo Malta, por conter informações sem veracidade comprovada.

“Os sabichões que se dizem verificadores de conteúdo tirou do ar dizendo ser supostamente falso. Pergunto, o que é falso, o conteúdo do vídeo ou minha pergunta?”, questionou, sem se dar conta do que tinha na imagem.

Metrópoles


Comente aqui