Cidades

Após confusão em Natal, reforço policial é solicitado para acompanhar o América em jogo na Paraíba

FOTO: DIVULGAÇÃO

Um reforço policial foi solicitado para acompanhar a delegação do América no jogo de volta contra o Campinense, neste sábado (16), em Campina Grande, na Paraíba. A medida é necessária devido ao risco de retaliações da torcida rival após a delegação paraibana ter sido alvo de agressão e vandalismo, no último sábado (09), em Natal.

Nesta quarta-feira (13), o presidente do América Futebol Clube, Ricardo Valério, e o representante do Grupo Gestor de Futebol da equipe, deputado estadual Hermano Morais, estiveram na Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED) para tratar de um acordo de cooperação entre o Rio Grande do Norte e a Paraíba para a segurança da delegação potiguar no estado vizinho.

Como explicou a Sesed, por causa da confusão em Natal, existe a possibilidade de ações intimidatórias contra a delegação do América durante estadia em Campina Grande, o que justifica a tomada de providências preventivas. Os fatos foram verificados por meio de acompanhamento nas redes sociais.

Atendendo ao pleito feito pela direção do América, o secretário estadual de Segurança Pública, coronel Araújo, enviou ofício ao secretário de Segurança Pública da Paraíba, Jean Francisco Bezerra Nunes, e também para o comandante-geral da Polícia Militar da Paraíba, coronel Euller de Assis Chaves.

No documento, o coronel Araújo solicita reforço policial para a segurança dos integrantes da delegação potiguar, desde a chegada à Paraíba, a sua permanência em Campina Grande até o retorno a Natal, “a fim de evitar qualquer incidente dessa natureza, algo que depõe contra a boa prática esportiva que deve prevalecer”.



Comente aqui