Cidades

Após chuva histórica, Prefeitura alerta sobre medidas preventivas

Após o maior acumulado de chuvas da história do município, para o período, com mais de 500 milímetros registrados, a Prefeitura de Parnamirim, através da Comissão de Defesa Civil orienta e pede a colaboração da população para os cuidados que devem ser tomados, e assim evitar outros transtornos. Para se ter uma ideia da intensidade das chuvas, dados da Emparn, apontam que último recorde registrado foi em fevereiro de 1974, com um volume de 324mm.

De acordo com o secretário de Segurança, Defesa Civil e Mobilidade Urbana (SESDEM), coronel Marcondes Pinheiro, que coordena a comissão, não só o volume inesperado de água foi o causador de alagamentos e inundações, mas também grande a quantidade de lixo acumulada dentro de bueiros e galerias de esgoto.

Segundo ele, é possível minimizar os impactos causados pelas chuvas com medidas simples que podem ser adotadas no dia a dia. A principal delas é a destinação correta do lixo. Nesse sentido, ele faz um apelo à população e pede para que as pessoas evitem jogar lixo na rua, pois mais de 80% das inundações são causadas pela grande quantidade de lixo que acaba gerando o entupimento dos bueiros, impedindo o escoamento da água.

“Nossas equipes chegaram a encontrar até cadeiras e sofás dentro das galerias de esgoto. É imprescindível que a população tenha a consciência de que ela pode contribuir, juntamente com os esforços do Poder Público Municipal, para diminuir os impactos que as chuvas possam causar na cidade”, alertou.

Além do cuidado com o lixo, a Comissão de Defesa Civil destaca outras precauções que podem ser tomadas para evitar incidentes. São elas: evitar ficar próximo a árvores em casos de chuvas com ventos fortes; Acionar a Defesa Civil em caso de rachaduras ou abalos em suas residências; não atravessar ruas alagadas e em casos de inundações procurar lugares acima do nível da água e esperar que ela baixe.

Mais chuvas

A Emparn prevê que chuvas vão continuar nos próximos dias em todas as regiões do estado, já que as condições continuam favoráveis – principalmente devido à presença da Zona de Convergência Intertropical, que permanece sobre o Nordeste.

Comissão

A Comissão de Defesa Civil (CODEC), com instauração publicada no Diário Oficial tem por finalidade e atribuição propor políticas municipais e medidas específicas destinadas a Defesa Civil. Ela funcionará em caráter permanente com reuniões mensais.

Entre suas principais atribuições estão: vistoriar edificações e áreas de risco, bem como a promoção ou articulação da intervenção preventiva, o isolamento e a evacuação da população das áreas de risco intensificado, bem como, das edificações vulneráveis; implantar bancos de dados e elaboração de mapas temáticos sobre ameaças múltiplas, vulnerabilidade do território, nível de risco de áreas afetadas por calamidades, desastres ou em situações de emergência.

Doações

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) continua recebendo doações para as mais de 20 famílias desabrigadas em virtude das chuvas. A secretária Elienai Cartaxo explica que as doações para ajudar as famílias atingidas pelas enchentes devem ser entregues na Escola Municipal Luís Maranhão, na Avenida Jockey Club, s/n. até o próximo sábado (24).


Deixe um Comentário