Brasil

APÓS 70 DIAS EM CASA: Lula compara isolamento com “prisão domiciliar” e revela desejo de ir às praias do NE

FOTO: REPRODUÇÃO/TWITTER

Em entrevista à rádio Jovem Pan de Sergipe na manhã desta quarta-feira (27), o ex-presidente Lula lamentou não poder sair de casa para fazer campanha para Márcio Macedo, candidato do Partido dos Trabalhadores à prefeitura de Aracaju, declarou a vontade de ir às praias do Nordeste e comparou o isolamento social causado pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) com uma prisão domiciliar após prestar solidariedade às vítimas do estado e do Brasil.

“Queria expressar minha solidariedade a todo povo de sergipe que está aprisionado dentro de casa para evitar o coronavírus, as pessoas que estão infectadas, aos famiiares dos que morreram e a todos os brasileiros, porque na verdade nós estamos numa prisão domiciliar. Eu já estou há mais de 70 dias sem sair de casa”, pontuou o ex-presidente, lembrando que não há remédio para evitar o novo coronavírus e lamentando que, por causa do isolamento social, não conseguiu conhecer a bisneta e um neto recém-nascido.

Na entrevista, Lula voltou a criticar Moro, classificando o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública como “falso” e “mentiroso”. Ele afirmou, ainda, que o ex-juiz tinha o costume de “vazar” informações de investigados à imprensa, o que considerou um ato repudiável. “Eles só cometeram um erro: eles mexeram comigo, achando que eu faço como muitos políticos fazem, submergir”, afirmou.

iG

Comentários



1 Comentário

Deixe seu comentário