CORONAVÍRUS

Festa do Boi cancela sua 58ª edição por causa da pandemia da Covid-19

FOTO: DIVULGAÇÃO

A Associação Norteriograndense de Criadores (Anorc) anunciou, em nota, o cancelamento da Festa do Boi 2020 por conta da pandemia do novo coronavírus. Os diretores da entidade estiveram reunidos na noite desta terça-feira (4), ocasião onde foi decidida a não realização do evento, o principal do segmento agropecuário do Nordeste.

Na nota, a Anorc salienta que a realização do evento este ano, nos moldes tradicionais, já estava “totalmente descartada” visto que não há vacina para a Covid-19. “Tal atitude poderia ser comparada a um genocídio”, afirmou a associação, que acrescentou que o posicionamento adotado é “uma atitude de profundo respeito por cada um dos mais de 52 mil potiguares já contaminados pela Covid-19”.

Até o último sábado (1), a Anorc ainda considerava a realização do evento em 2020, porém com mudanças no formato que garantiriam a segurança sanitária, como, por exemplo, a ausência dos tradicionais shows e parque de diversões. No entanto, após a reunião da noite de ontem, a opção pelo cancelamento da festa foi adotado. “Uma possível realização da Festa do Boi 2020 em formato virtual não está descartada, estando o modelo e seus detalhes ainda em estudo”, pontou a Anorc.

NOTA OFICIAL– ANORC – FESTA DO BOI 2020

Reunida da noite desta terça-feira, 4, na sua casa (o Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim), a diretoria da Associação Norteriograndense de Criadores (Anorc) debateu as possibilidades relativas à Festa do Boi 2020 diante do cenário de pandemia em virtude da Covid-19. Além disso, os diretores analisaram as recentes notícias veiculadas pela imprensa do estado sobre o assunto. Para evitar distorção de fatos ou ruídos de comunicação, a entidade vem a público esclarecer os seguintes pontos:

1.            Há mais de 30 anos tem sido única e exclusivamente da Anorc a coordenação e execução efetiva da Festa do Boi, sempre em parceria com o Governo do Estado que é apoiador e incentivador da mesma;

2.            No entendimento da diretoria da Anorc, a realização do evento este ano, nos moldes tradicionais, está totalmente descartada visto que, sem a existência de uma vacina para a Covid-19, tal atitude poderia ser comparada a um genocídio, que colocaria em risco as vidas de milhares de pessoas e, ainda, se traduziria em uma severa ameaça às curvas de redução dos números de infectados e de mortos que felizmente começamos a registrar em nosso estado.

3.            Fica claro, portanto, que uma eventual realização presencial da Festa do Boi 2020 iria de encontro, inclusive, à essência do “Pacto Pela Vida” defendido pelo Governo do Estado e que merece o nosso aplauso e respeito.

4.            O posicionamento de não realizar o evento presencial é, também, uma atitude de profundo respeito por cada uma das mais de 52 mil pessoas já contaminadas oficialmente pela Covid-19 no estado e, principalmente, por todos os quase 1.900 potiguares que já perderam a vida em consequência da doença. Vale registrar que entre este enorme contingente estão grandes nomes da agropecuária deste estado, aí incluídos diretores, ex-diretores e um ex-presidente da Anorc, que felizmente se recuperou da doença depois de uma duríssima batalha que, por vários dias, o manteve preso a um leito de UTI, em uma comovente luta pela vida que marcou fortemente a todos os que fazem o segmento agropecuário potiguar.

5.            A opção de não realizar presencialmente a Festa do Boi 2020 é um posicionamento corroborado pelas entidades parceiras da Anorc na realização do evento todos os anos, como a Ancoc, ANQM e todos os Núcleos de Criadores. Além disso, trata-se de uma decisão responsável, sensata e equilibrada, que se alinha ao que já foi feito em relação aos grandes eventos agropecuários do Brasil este ano como Agrishow (SP), Expozebu (MG), Expogenética (MG) e Expointer (RS). Uma possível realização da Festa do Boi 2020 em formato virtual não está descartada, estando o modelo e seus detalhes ainda em estudo. 

6.            Por fim, a diretoria esclarece que irá levar seu posicionamento à governadora do Estado, Fátima Bezerra, esperando encontrar na chefe do Executivo potiguar o devido, necessário e desejado apoio.

ASSOCIAÇAO NORTERIOGRANDENSE DE CRIADORES


Comente aqui