ELEIÇÕES 2020

Alô MP/RN: em período pré-eleitoral, prefeito de São Gonçalo “faz chover” gratificações na prefeitura do município

NAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS, PREFEITO PAULO EMÍDIO DEVE DAR TRABALHO À JUSTIÇA ELEITORAL PARA SEU GRUPO FAMILIAR NÃO PERDER O PODER E EMPREGOS QUE CONTROLAM

Em pleno período pré-eleitoral, o prefeito de São Gonçalo do Amarante, Paulo Emídio, o “Paulinho da Habitação”, tem se mostrado muito pródigo em distribuição de gratificações. “Chovem” nas páginas do Diário Oficial publicações de concessão desse tipo de benefício no município, que sequer oferece para os munícipes Unidades de Pronto Atendimento (UPA´s) e se destaca por ter tímidos investimentos no setor de saúde.

Direito de pergunta: A concessão dessas gratificações é legal, ou se configura uma compra de votos no período eleitoral, com direito a publicidade no D.O?

Com a palavra, o Ministério Público, que costuma “recomendar” sobre tudo que é assunto.

Dias atrás, circulou em grupos de Whatsapp um exemplo da generosidade do prefeito Paulo Emídio com dinheiro público: Após participar da comemoração do aniversário de um amigo chamado “Valdeci”, a esposa do aniversariante, cujo nome é Maria Diva da Silva Ferreira, funcionária efetiva do município,  foi contemplada com uma gratificação, conforme consta no Diário Oficial no último dia 25 de agosto.

A sucessão municipal em São Gonçalo deve gerar muito trabalho para a Justiça Eleitoral. Segundo se comenta nas ruas da cidade, o prefeito Paulo Emídio, que é um profissional da política, será capaz de tudo para evitar que o seu grupo político familiar perca o comando do município e empregos que detêm.

Há quem jure de pés junto que o prefeito segue a risca a frase que é habitualmente atribuída de forma errada a Maquiavel: Os fins justificam os meios”.


Comente aqui