Famosos

Acusado de assédio, tenor Plácido Domingo muda de postura e pede perdão: ‘Sinto pelo sofrimento que causei’

INVESTIGAÇÃO APONTOU QUE ELE TEVE UM ‘COMPORTAMENTO INAPROPRIADO, DO FLERTE ATÉ PROPOSTAS SEXUAIS, DENTRO E FORA DE SEU LOCAL DE TRABALHO’. FOTO: REUTERS

O tenor espanhol Plácido Domingo, acusado por várias mulheres nos últimos meses de assédio sexual, afirmou nesta terça-feira que lamenta o sofrimento causado e que assume “toda a responsabilidade” por seus atos.

“Quero que saibam que sinto muito pelo sofrimento que causei a vocês”, afirma o artista, de 79 anos, em um comunicado enviado por seus representantes e divulgado na Espanha pela agência Europa Press.

O comunicado foi divulgado poucas horas antes da Associação Americana de Artistas Musicais (AGMA) publicar as conclusões de sua própria investigação, anunciada em setembro do ano passado.

Nas conclusões, a AGMA aforma que Plácido Domingo teve um “comportamento inapropriado, do flerte até propostas sexuais, dentro e fora de seu local de trabalho”.

“Muitas testemunhas expressaram medo de represálias profissionais como razão para não falar antes”, indica a associação, antes de afirmar que seus administradores “aceitaram as conclusões do relatório e tomarão as ações correspondentes”, sem revelar detalhes sobre as medidas.

G1


Deixe um Comentário