Polícia

Acusada de desacato a PMs na Lei Seca, vereadora de Natal diz que ‘optou’ por ser conduzida à delegacia

A PARLAMENTAR PAGOU CINCO SALÁRIOS MÍNIMOS DE FIANÇA. FOTO: DIVULGAÇÃO

A vereadora Margarete Régia (PROS), que foi detida em uma blitz na Zona Norte de Natal ontem à noite em razão da lei seca, emitiu nota explicando a situação. Segundo informações, ela teria se recusado a realizar o teste do bafômetro e também desacatado os policiais. A parlamentar foi conduzida até à Delegacia de Plantão da Zona Norte.

Segundo nota da assessoria jurídica de Margarete, ela foi abordada em operação de trânsito, “tendo optado em ser conduzida à delegacia, nos termos permitidos pela lei. Após os depoimentos, foi liberada”.

A nota declara ainda que “a vereadora reforça que respeita as autoridades policiais e estará sempre à disposição para os esclarecimentos que se façam necessários”.

Margarete foi eleita para a Câmara Municipal de Natal no pleito do ano passado e é irmã do deputado estadual Albert Dickson.

Com informações do Portal Grande Ponto


1 Comentário

Comente aqui