Economia

9,7 milhões de pessoas tiveram jornada e salário reduzidos na pandemia

FOTO: DIVULGAÇÃO

O Ministério da Economia estima que 9,7 milhões de empregados formais tiveram redução de jornada e salário ou suspensão do contrato de trabalho entre abril e setembro deste ano.

Os dados do Caged se referem ao Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEM), criado pelo governo federal no início da pandemia.

O governo prorrogou o BEM até 31 de dezembro, e a Economia espera preservar 10 milhões de empregos durante a pandemia.

Até setembro, 18,3 milhões de acordos foram celebrados entre empresas e empregados. O número reflete os acordos iniciais e suas prorrogações.

O Antagonista


Comente aqui