Últimas do FM

Economia

Dólar tem forte queda e é negociado abaixo de R$ 5 pela 1ª vez desde março

FOTO: ILUSTRAÇÃO/GETTY

O dólar recua, nesta sexta-feira, 5, refletindo o maior apetite a risco nos mercados globais. Entre os fatores que impulsionam esse movimento estão os dados de desemprego dos Estados Unidos, considerado um dos melhores da história, e a perspectiva de que a economia se aqueça conforme os estímulos dos governos e bancos centrais forem liberados. Às 10h36, o dólar comercial caía 2,878%% e era vendido por 4,983 reais. É a primeira vez desde 13 de março que a moeda americana é negociada abaixo de 5 reais. Com isso, a divisa caminha para fechar em queda pela terceira semana consecutiva.

A explicação é que, nesta manhã, o Departamento de Trabalho dos Estados Unidos divulgou o payroll de maio, que mede a variação a dos postos de trabalho não-agrícola. Os resultados apontaram crescimento do mercado de trabalho, pegando o mercado de surpresa. Enquanto se esperava a perda de até 8 milhões de postos, foram criados 2,5 milhões, reduzindo a taxa de desemprego de 14,7% para 13,3%. Pelas projeções do mercado, o desemprego saltaria para 19,7%.

“Foi o melhor payroll da história. Absolutamente todo mundo errou [as projeções]. Todos os analistas erraram muito”, afirmou Jason Vieira, economista-chefe da Infinity Asset. Segundo ele, isso foi possível graças a dinâmica do mercado de trabalho americano. “Lá eles destróem e criam empregos em uma velocidade muito forte.”

Exame

Deixe um Comentário


Famosos

Miguel Falabella deixa a Rede Globo após 39 anos de trabalho

FOTO: DIVULGAÇÃO/REDES SOCIAIS

O ator, roteirista e diretor Miguel Falabella, de 63 anos, deixou a Rede Globo após quase 40 anos de trabalho. Segundo a colunista do jornal O Globo Patrícia Kogut, ele foi avisado na quinta-feira que seu contrato não seria renovado. Falabella é conhecido por seus personagens cômicos quanto no teatro, quanto na televisão.

Durante 15 anos, Falabella apresentou o “Vídeo show” enquanto também conquistava o público com Caco Antibes, em “Sai de baixo”, que começou em 1996 e teve seis temporadas. O ator e apresentador também se dedicou a criar diversas histórias para a televisão. Sua primeira novela foi “Salsa e merengue” (1996), em coautoria com Maria Carmem Barbosa.

“A Lua me disse”, de 2005, “Toma lá dá cá” e “Pé na cova” são outras criações do autor. Recentemente, uma cena de “Toma lá dá cá” viralizou nas redes sociais por conta de um episódio que falava de epidemia.

No ano passado, ele e parte do elenco principal de “Sai de baixo” se uniram novamente numa comédia que estreou em fevereiro. Falabella também atuou como um dos protagonistas do espetáculo “A mentira” e fez uma participação especial em “Cine Holliúdy”.

Extra

Deixe um Comentário


CORONAVÍRUS

População da Região Central é beneficiada com doação da ALRN no combate ao coronavírus

FOTO: DIVULGAÇÃO

O aumento considerável de casos de Covid-19 no município de Angicos, localizado na Região Central Cabugi, chamou atenção dos deputados estaduais e por isso, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) entregou nesta sexta-feira (5), Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para beneficiar os profissionais da Saúde e Segurança Pública.

“Esses equipamentos de proteção são os utilizados para que os profissionais da Saúde e Segurança não se contaminem, uma vez que estão na linha de frente dessa luta e precisam estar bem protegidos para não serem infectados pelos vírus do Coronavírus”, destacou o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB).

Esses profissionais que trabalham nas Unidades Básicas de Saúde, no Hospital Municipal de Angicos, além dos agentes de segurança pública foram beneficiados com 5 mil litros álcool 70% e 1.500 máscaras cirúrgicas. “Essa doação representa muito para nós profissionais, porque é mais uma garantia que poderemos fazer o nosso trabalho com segurança e cuidado com os pacientes e também conosco”, celebrou a enfermeira Isabel Assunção.

De acordo com o prefeito do município, Deusdete Gomes (PSDB), a doação dos EPI´s, vem somar com o que a administração municipal vem realizando e tem um significado ainda maior por ser direcionada para os profissionais da Saúde e Segurança. “A doação já é importante e se torna ainda maior por ser direcionada para a proteção dos profissionais de saúde e agentes de segurança que estão na linha de frente do combate ao coronavírus, garantindo a permanência nas atividades que a população mais precisa, diminuindo os números da Covid-19 no RN”, agradeceu.

A secretária municipal de saúde, Genilza Pereira, destacou a importância da doação em um dos momentos mais difíceis do município. “Esse é um momento de muita dificuldade para os municípios e receber esse presente da Assembleia nos dá mais força para continuar a luta no combate a Covid-19 e por uma saúde pública de qualidade”, frisou.

Bastante emocionada, Nataly Felipe, membro do Comitê de Combate a Covid-19 no município, agradeceu a doação da Assembleia para o município. “São ações como essa que fazem a diferença. Todos os nossos cidadãos agradecem o gesto que, nesse momento, significa vida”, ressaltou.

De acordo com o último boletim, divulgado nesta sexta-feira (5), da Secretaria Municipal de Saúde de Angicos, o município tem 99 casos notificados, 8 casos confirmados de Covid-19 e 1 óbito em investigação.

A região Central Cabugi é conhecida por sua localização geográfica como “coração do Rio Grande do Norte” e tem fluxo intenso de pessoas que se deslocam para regiões vizinhas e desempenham atividades em Natal e Mossoró. Por isso a importância do controle da pandemia.

Deixe um Comentário

CORONAVÍRUS

Natal adota Ivermectina ‘como prevenção à Covid-19’ para profissionais de saúde

FOTO: ILUSTRAÇÃO

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal fornecerá o remédio Ivermectina, um antiparasitário, para profissionais da saúde, como medida de “prevenção” à Covid-19. A ação faz parte de um novo protocolo, que também vai adotar, para o tratamento dos sintomas da doença, a ministração dos medicamentos Hidroxicloroquina, Cloroquina e Azitromicina. As novas medidas começam a ser aplicadas a partir da semana que vem.

O secretário George Antunes, titular da pasta, conta que a SMS distribuirá gratuitamente a Ivermectina para os profissionais da saúde do Município, que poderão adotar, ou não o uso.

De acordo com Antunes, a medicação servirá para prevenir o contágio novo coronavírus, para esses profissionais que estão na linha de frente do combate à doença. “Independente de sintomatologia, porque vai ter uma ação muito mais profilática, uma ação muito mais de prevenção, independente de apresentar sintoma”, alega o secretário.

Questionado se a droga funciona como uma vacina, jé que será usado para prevenir a infecção, ele disse que não. “Não seria bem uma vacina, porque ele vai tomar esse medicamento mais de uma vez. São medicamentos que vai ter que tomar com certa regularidade. Está sendo preconizado pelo peso corporal”, explica.

A ação vai começar com os servidores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e das Unidades de Pronto Atendimento (UPA). Depois será disponibilizado também para quem trabalha nas unidades básicas.

Tratamento de pacientes

De acordo com George Antunes, o novo protocolo relacionado aos pacientes vai ter início nas unidades básicas. “Estamos implantando nas unidades básicas de horário estendido, inicialmente, porque lá nessas unidades nós temos uma sala de priorização de atendimentos, onde a gente estende como um braço da UPA, com atenção primária, fazendo um trabalho de prevenção”, adianta.

Ainda segundo Antunes, dentro dos novos procedimentos, o trabalho começa com os agentes comunitários, para identificar possíveis pacientes contaminados. Os agentes vão visitar as casas que eles saibam que têm pessoas doentes que podem ter a Covid-19.

Essa triagem ocorrerá através das estratégias de saúde da família. Em seguida, esses pacientes, ainda suspeitos, serão direcionados para as unidades básicas de saúde da região em que moram.

“Nessas unidades, faremos os exames ambulatoriais, como eletrocardiograma, e a consulta médica. Com tudo isso feito antecipadamente, no mesmo dia, o médico decide se esse paciente precisa ser medicado. Caso ele precise, implantamos esse protocolo, que é feito pelo Comitê Científico (Municipal), aprovado pelo Conselho Federal de Medicina e pelo Conselho Regional de Medicina”, detalha.

Nas unidades básicas também será feito um teste rápido para identificar o vírus no organismo. O secretário George Antunes diz que a prefeitura da capital potiguar adquiriu 20 mil testes, para serem aplicados.

Segundo George Antunes, a esses pacientes será ministrada a hidroxicloroquina, ou a cloroquina mais a azitromicina. “Dependendo do caso clínico, podemos fazer a associação (dos medicamentos) ou não”, acrescenta.

O secretário diz que essa associação dos remédios depende dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa possivelmente infectada. “Por exemplo: febre mais tosse seca mais falta de olfato. Então a gente inicia o protocolo. É só febre com dor no corpo? É só diarreia? Então tem um score que nós fazemos para aplicar a medicação, ou não. Esse score é determinado na mesa do médico”, exemplifica o titular da Secretaria de Saúde de Natal.

George Antunes reforça que a escolha por ministrar as medicações fica a cargo do médico, mas que o paciente também pode se recusar a aderir ao tratamento. “Temos um termo de consentimento pronto, que o paciente tem que ser orientado e aceitar, ou não o tratamento”.

G1RN

Deixe um Comentário

CORONAVÍRUS

Ocupação de leitos críticos da rede privada de saúde é de 71%, informa Governo do RN

FOTO: ILUSTRAÇÃO

A pandemia do coronavírus que superlota leitos no sistema público de saúde também tem afetado a capacidade das unidades da rede particular. Dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) mostram que 71% dos leitos privados de unidade de terapia intensiva para a Covid-19 estão ocupados. Em Natal, alguns estabelecimentos já estão operando com a capacidade máxima.

Além dos leitos de terapia intensiva (UTI), os serviços de atendimento semi-intensivo estão com 75% dos leitos estão ocupados.

Também houve aumento expressivo pelos serviços clínicos e ambulatoriais dos hospitais privados também estão sobrecarregados. Imagens de recepções de unidades hospitalares lotadas foram divulgadas em redes sociais nos últimos dias.

A situação é mais crítica em alguns hospitais privados de Natal. No Rio Grande, localizado na zona Leste, os 20 leitos para Covid-19 estão lotados. Na última quarta-feira (2), o Hospital da Unimed, na Zona Sul, estava com 80% de ocupação de nossos leitos de terapia intensiva. No entanto, a unidade conseguiu novos leitos de retaguarda na quinta-feira (3), o que reduziu temporariamente a pressão.

Segundo os dados da Secretaria de Saúde, a partir do levantamento do panorama assistencial, a rede privada hospitalar tem 216 pessoas internadas com a Covid-19. Deste total, são 106 em leitos clínicos, 27 em unidades semi-intensivas e 83 em UTIs.

A rede privada concentra 39% de todas as internações para os casos de infecções do novo coronavírus.

Ao todo, somando as redes assistenciais pública e privada, o Estado tem 543 pessoas internadas por conta da doença. Em unidades de terapia intensiva públicas, a internação já é de 84% (129 vagas ocupadas).

Agora RN

Deixe um Comentário

Jurídico

COVID: TJRN nega pedido feito por lojas de grife em Natal para suspender a exigibilidade de ICMS

FOTO: DIVULGAÇÃO

O desembargador Dilermando Mota indeferiu pedido de atribuição de efeito ativo a um Mandado de Segurança com pedido liminar impetrado pelas empresas Via Veneto Roupas Ltda e Brooksdonna Comercio de Roupas contra o delegado regional de Fiscalização da Secretaria Estadual da Fazenda em que pediam a suspensão da exigibilidade de ICMS e das parcelas vincendas dos parcelamentos de ICMS existentes em nome delas.

A suspensão seria pelo prazo de 90 dias até o último dia útil do terceiro mês subsequente. Outro pedido era que fosse autorizada a postergação do vencimento das parcelas com vencimento em abril, maio e junho dos parcelamentos vigentes perante a Fazenda do Estado e Procuradoria do Estado também pelo prazo de 90 dias, ou enquanto perdurar a situação excepcional, até o último dia do terceiro mês subsequente.

A 5ª Vara de Execução Fiscal e Tributária de Natal já havia indeferido o pedido liminar, que considerou que a petição inicial não estava acompanhada de documentação idônea para comprovar a real situação financeira das empresas, e, por isso, estas não conseguiram provar o risco de encerramento de suas atividades, nem mesmo o impacto financeiro causado pelo isolamento social.

No recurso de Agravo de Instrumento, as empresas narraram que devido às circunstâncias de isolamento social por conta da pandemia do novo coronavírus estão inviabilizadas de exercer suas atividades econômicas e para manter o seu equilíbrio financeiro e pagamento da folha pessoal de seus funcionários, impõe-se a suspensão do crédito tributário referente ao recolhimento de ICMS.

Decisão

Ao analisar o caso, o desembargador Dilermando Mota entendeu que o pleito das empresas revela-se legítimo, eis que certo que não só elas, mas a quase totalidade das empresas passam, atualmente, por uma séria crise financeira com o isolamento social em que vive nossa sociedade, estando as lojas dessas empresas fechadas para o público, tendo, por consequência, uma redução drástica no seu faturamento que põe em risco o emprego de muitos funcionários.

Contudo, vislumbrou um possível e sério dano inverso, isso porque não é de hoje que o Estado do Rio Grande do Norte vem enfrentando uma crise financeira que ficou seriamente agravada com a pandemia do novo coronavírus que levou à adoção de medidas necessárias, entre elas, o isolamento social com o fechamento de diversos locais públicos, entre eles shopping centers, permanecendo em funcionamento, apenas, os serviços elencados como essenciais.

Em consequência desta realidade social – continuou o desembargador – assim com o faturamento das empresas, a arrecadação de ICMS por parte do ente público diminuiu drasticamente, abalando, assim, as receitas do Estado, especialmente urgente a necessidade emergencial de medidas de combate à Covid-19, como, por exemplo, ampliação dos leitos em hospitais, aquisição de respiradores, material de proteção individual e contratação de novos profissionais da saúde (médicos, enfermeiros, etc.).

“Desse modo, apesar da onerosidade financeira excessiva imposta às empresas neste momento em virtude da disseminação da COVID-19, penso que mais gravoso seria suspender o crédito tributário relativo ao recolhimento de ICMS, eis que tal medida geraria um efeito multiplicador para que outras empresas formulassem pretensão idêntica e tivessem deferidas suas liminares, resultando, assim, numa abrupta redução da arrecadação de ICMS que afetaria, sobremaneira, as ações públicas de enfrentamento à pandemia a nível estadual”, concluiu.

Deixe um Comentário

Cidades

Governo retoma obras de Requalificação das Praças do Centro Histórico de Natal

FOTO: CANINDÉ SOARES

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura, retomou a execução das obras de Requalificação das Praças do Centro Histórico de Natal, integrantes do Programa PAC Cidades Históricas, após reavaliação e aprovação definitiva de projetos arquitetônicos e complementares de engenharia, assim como dos valores contratados, junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo da Prefeitura de Natal (SEMURB/PMN) e à Caixa Econômica Federal (CEF).

Ao todo, serão readequadas 14 (quatorze) praças inseridas no Circuito Histórico da Cidade do Natal, localizadas nos bairros de Cidade Alta e da Ribeira, com investimento de R$ 8.920.993,21 (Oito milhões, novecentos e vinte mil, novecentos e noventa e três reais e vinte e um centavos), com recursos alocados na Caixa Econômica Federal.

Com a retomada das obras, foram também tomadas providências para efetivação da entrega definitiva da Praça Sete de Setembro e da Praça do Estudante, ambas na Cidade Alta, com a correção de pendências construtivas e burocráticas ainda identificadas, assim como a Praça do Largo do Memorial Câmara Cascudo, sendo essa inaugurada no mês de fevereiro de 2020.

De igual forma, se encontram em fase de conclusão a Praça das Mães, na Cidade Alta, e a Praça José da Penha, nas proximidades da Igreja Bom Jesus das Dores, na Ribeira, que aguardam correções de pendências construtivas e administrativas, o que deverá ocorrer nos próximos dias.

Atualmente, encontram-se em execução a Requalificação da Praça André de Albuquerque, na Cidade Alta, e da Praça Augusto Severo, na Ribeira, com previsão de conclusão para o próximo mês de agosto.

De acordo com o cronograma estabelecido pela Secretaria de Estado da Infraestrutura, pela ordem, serão requalificadas a Praça Santa Cruz da Bica (Baldo), Padre João Maria (Cidade Alta), Praça Dom Vital (próximo à Igreja do Rosário), Praça Djalma Maranhão (próximo à av. do Contorno), Praça João Tibúrcio (por trás da Igreja do Galo), e ainda os espaços urbanos localizados na av. Walfredo Gurgel, próximo à Casa do Estudante, e na Parada Metropolitana, todos na Cidade Alta.

Deixe um Comentário

Saúde

Morango faz maravilhas pela saúde; listamos os benefícios aqui

FOTO: GETTY

O morango é um pseudofruto: estrutura suculenta que se forma a partir de diferentes partes de uma ou mais flores – as sementes ao redor dele é que são, de fato, os frutos. No entanto, o que você precisa realmente saber é que consumir morangos traz benefícios incríveis para a saúde e para a beleza. Certifique-se de lavá-los direitinho e, se possível, dê preferência para a versão orgânica. De acordo com o Environmental Working Group, organização norte-americana especializada em pesquisa ambiental e subsídios agrícolas, esse “falso fruto” figura no ranking de alimentos com os maiores índices de uso de agrotóxicos e pesticidas.

1- O morango ajuda na memória

As antocianinas são antioxidantes responsáveis pela coloração das frutas vermelhas (morango, amora, cereja, framboesa, cranberry…), e que, em parceria com os flavonoides, combatem a degeneração das células do corpo. “Um estudo realizado em Boston, nos Estados Unidos, comprovou que consumir essas frutas de duas a três vezes por semana atrasa a perda de memória e conserva a capacidade de percepção, principalmente em mulheres”, diz Marcela Voris, nutróloga na Haute Dermatologia e Estética (SP).

2- Morangos aumentam a imunidade

A maioria dos mamíferos é capaz de produzir vitamina C naturalmente – exceto nós, humanos. A vitamina C dá um boost no sistema imunológico e circulatório, acelera a cicatrização de feridas, aumenta a capacidade de absorção de ferro e ainda ajuda no fortalecimento de ossos e dentes. Por isso é tão importante ingerir diariamente alimentos que contenham essa vitamina. E sabe qual fruta é cheia desse nutriente? O morango! “Em apenas uma xícara de morangos encontramos mais de 100% da recomendação diária de vitamina C!”, comenta Marcela.

3- Para ossos e articulações fortes: morango!

O cálcio e o magnésio trabalham em parceria para fortificar os ossos e manter seu esqueleto com a densidade óssea adequada por mais tempo ao longo da vida. E tais minerais são encontrados em abundância no morango. Já o fortalecimento das articulações é possível por meio dos antioxidantes que ao reduzirem a inflamação do corpo, também evitam doenças como a artrite. Apesar disso, não vale comer uma caixinha por dia. “O morango contém ácido oxálico que, em excesso, reduz a absorção do ferro e do cálcio, o que pode causar cálculos nos rins e na bexiga em quem tem predisposição”, alerta Marcela.

4- O morango evita inchaços

Os minerais são imprescindíveis para a saúde. Sem eles, o organismo entraria em pane! Uma de suas ações é manter o equilíbrio líquido do nosso corpo. Os responsáveis por isso são o potássio e o magnésio, presentes no morango. Eles evitam a retenção hídrica e ainda têm efeito diurético. Além de minerais, o morango é rico em fibras (uma porção de 100 g tem 32 calorias e 2,5 g de fibras), que além de melhorarem o trânsito intestinal, aumentam a sensação de saciedade.

5- Protege o coração <3

As substâncias fitoquímicas do morango beneficiam o coração, pois combatem o aumento do LDL – o chamado colesterol ruim. Ele inibe a formação das placas de gordura nas artérias do órgão que além de pressão alta, podem causar infarto. “As antocianinas são antioxidantes capazes de neutralizar os radicais livres e reduzir o risco de ataques cardíacos”, diz Marcela. Logo, ao comer morangos e manter uma dieta balanceada, você estará preservando o bom funcionamento de todo seu sistema sanguíneo.

6- O consumo de morango ajuda a prevenir a catarata

As propriedades antioxidantes do morango previnem também a degeneração do cristalino (a lente natural dos olhos), o que causa a catarata. A doença deixa a visão opaca e cada vez mais embaçada, uma vez que se desenvolve gradativamente. Para combater os radicais livres que a provocam é preciso ingerir boas doses de vitamina C. Porém, segundo uma pesquisa do do Instituto Karolinska (Suécia), a fonte desse nutriente deve ser natural – o consumo excessivo de suplemento de vitamina C pode ser prejudicial potencializar as chances de mulheres acima de 65 de desenvolverem a doença.

7- Morango deixa a pele mais firme

Não é à toa que os produtos anti-idade são cheios de vitamina C: ele é vital para a produção de colágeno. Mas, a vitamina não é a única substância natural usada para prevenir rugas. O ácido elágico presente no morango é um antioxidante que protege a pele dos danos causados pelos raios UV. Ele bloqueia a produção de enzimas que destroem o colágeno das células e evitam o processo inflamatório causador de rugas.

Tua Saúde

Deixe um Comentário

Mundo

Flórida é classificada como um dos estados menos seguros dos EUA em pesquisa

FOTO: DIVULGAÇÃO

A Flórida está entre um dos estados menos seguros para se viver, de acordo com uma análise do site financeiro WalletHub.

O site classificou a Flórida como o 48º estado menos seguro do país, com base em vários fatores, desde o número de assassinatos e estupros até a taxa de desemprego e o número de mortes no trânsito por 160 milhões de quilômetros de viagem.

O estado ficou em 41º lugar em termos de segurança pessoal e residencial, que inclui estatísticas de crimes, número de tiroteios em massa e presença de ataques terroristas. Também ficou em 44º em termos de segurança no trabalho e segurança financeira e 47º em segurança rodoviária.

Maine ficou em primeiro lugar geral, seguido por Vermont, Minnesota, Utah e Iowa como os cinco primeiros. Mississippi, Louisiana, Flórida, Arkansas e Texas completaram os cinco primeiros.

Ironicamente, o mesmo site classificou a Flórida como o 22º melhor lugar para se viver no país em junho de 2019, ocupando o quarto lugar geral em termos de qualidade de vida.

Gazeta News

Deixe um Comentário

Economia

Auxílio emergencial: Guedes defende R$ 300, mas Congresso quer aumentar

FOTO: DIVULGAÇÃO/EBC

O presidente Jair Bolsonaro confirmou, ontem, que o governo vai prorrogar o auxílio emergencial por mais dois meses. No entanto, o valor mensal do benefício de R$ 600 deve ser reduzido para R$ 300, se prevalecer a opinião da equipe econômica. O presidente não esclareceu qual será o novo valor, mas a diminuição da quantia, que tem ajudado trabalhadores informais na pandemia do novo coronavírus, encontra resistência no Congresso Nacional.

O valor de R$ 300 ganhou força nos cálculos do governo porque representa um meio termo entre as propostas que buscam garantir o pagamento do auxílio emergencial por mais um tempo, mas de uma forma que pese menos para os cofres públicos. Segundo fontes do governo, tudo caminha nesse sentido. Porém, ninguém garante que o valor esteja fechado.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ontem que vê um risco na redução do valor do benefício. Segundo ele, existe consenso entre os deputados para manter a ajuda de R$ 600 por até três meses. E cobrou do governo uma posição oficial a respeito da extensão do auxílio.

“A gente entende a preocupação do governo”, disse Maia, referindo-se ao impacto que a medida teria no orçamento da União. “Mas gostaria de ter uma posição oficial. Que o governo encaminhe a matéria e possamos fazer um debate transparente”, disse.

Correio Braziliense

Deixe um Comentário