Últimas do FM

Política

Em vídeos Patrícia Pillar desmente agressão e declara apoio a Ciro Gomes

 

PATRÍCIA PILAR DECLARA APOIO A CIRO GOMES FOTO: INSTAGRAM/@PATRICIAPILAR

 

A atriz, diretora e produtora Patrícia Pillar declarou em dois vídeos publicados nesta 5ª feira (20.set.2018) apoio ao ex-marido e candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes. “O meu candidato é o Ciro Gomes, porque eu acredito no projeto que ele tem para o Brasil”, afirmou Patrícia.

Além disso, a atriz criticou o uso de sua imagem para divulgar notícias falsas, favorecendo um candidato.

Em 1 meme que circula na internet, uma foto da atriz é sobreposta pela frase “gente, eu nunca fui casada com o Bolsonaro, quem me batia era o Ciro Gomes“. Segundo Patrícia, a afirmação é falsa.

“Estão usando a minha imagem para divulgar notícias falsas, favorecendo um candidato que jamais seria o meu. Eu nunca sofri nenhum tipo de violência por parte de ninguém. Isso é totalmente falso“, disse.

Além disso, Patrícia também afirma que é necessário paz e respeito independente da escolha nas urnas. Patrícia e Ciro Gomes foram casados durante 12 anos e se separaram em 2011.

Em uma 2ª manifestação, Patrícia diz que sempre gostou de política como possibilidade de diálogo e coloca Ciro Gomes como “1 caminho novo e diferente” no cenário político atual brasileiro.

 

Fonte: Poder 360


Política

PF pede prorrogação do inquérito que investiga atentado a Bolsonaro

BOLSONARO É RETIRADO ÀS PRESSAS POR SEGURANÇAS APÓS ATAQUE EM JUIZ DE FORA — FOTO: FÁBIO MOTTA/ESTADÃO CONTEÚDO

A Polícia Federal solicitou nesta quinta-feira (20) a prorrogação do inquérito que apura o ataque contra o candidato do PSL à Presidência da República Jair Bolsonaro. O pedido de postergar as investigações por mais 15 dias foi enviado à 3ª Vara Federal de Juiz de Fora, em Minas Gerais, onde ocorreu o crime no início do mês.

Segundo a corporação, o objetivo é ir atrás de elementos probatórios que confirmem a autoria do crime por parte de Adélio Bispo de Oliveira, acusado de dar a facada no presidenciável. Além disso, a PF pretende descobrir as motivações do agressor e saber se houve co-participações no atentado.

Até o momento, a Justiça Federal de Minas Gerais não respondeu se a solicitação da PF foi aceita ou não.

Durante as investigações, foram ouvidas 15 testemunhas, houve três interrogatórios formais do acusado e 38 entrevistas foram feitas. Em computadores e celulares apreendidos, já foram analisados dois Terabytes de imagens. As diligências ocorreram em outras cidades mineiras, na capital Belo Horizonte e em Florianópolis.

“A PF concluiu cinco laudos periciais, outros quatro exames seguem em andamento. Além disso, foram pleiteadas e obtidas junto ao Poder Judiciário várias medidas cautelares, como quebra de sigilo bancário, telefônico e telemático”, informou a Polícia Federal.

Bolsonaro foi atingido por uma facada no dia 6 de setembro quando fazia campanha em Juiz de Fora. Ele está em recuperação no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. O quadro do político é estável. Adélio Bispo, que assumiu o crime, está preso em um presídio federal em Campo Grande.

Fonte: Agência Brasil

Polícia

Operação das polícias Civil e Militar em Macaíba prende chefe de facção criminosa

OS POLICIAIS APREENDERAM UM REVÓLVER, UMA ESPINGARDA, MUNIÇÕES, DROGAS, DINHEIRO FRACIONADO E UMA BOMBA ARTESANAL. — FOTO: POLÍCIA CIVIL DO RN/DIVULGAÇÃO

Na manhã desta quinta-feira (20), uma operação realizada em conjunto com as polícias Civil e Militar resultou na prisão de três homens. Segundo o delegado da cidade de Macaíba, um dos detidos é um dos chefes de uma facção criminosa que age dentro e fora dos presídios potiguares.

Normando Feitosa, titular da DP de Macaíba, afirmou que João Noaires Freitas de Araújo, de 24 anos, era quem comandava o Sindicato do Crime do RN no município, em especial na região da Campina – daí o nome da operação. “Cumprimos um mandado de prisão por assalto, mas ele também responde a outros crimes aqui na cidade, como tráfico de drogas e homicídio”, acrescentou o delegado.

Com os presos, segundo o tenente-coronel Marlon de Góis, foram apreendidos um revólver, uma espingarda, munições, drogas, dinheiro fracionado e uma bomba artesanal. “Bombas desse tipo são usadas para amedrontar e expulsar moradores da região”, revelou.

Fonte: G1/RN

Geral

Decreto anuncia ação da Prefeitura de Natal para facilitar o pagamento de tributos

PREFEITURA DE NATAL FOTO: GEANDSON OLIVEIRA/NOVO JORNAL

A Prefeitura de Natal emitiu um decreto que amplia os prazos e descontos para o contribuinte que deseja quitar as suas dívidas. O Poder Público municipal tem atuado em parceria com o Tribunal de Justiça do RN, na área de conciliação, para facilitar o pagamento de tributos para milhares de contribuintes natalenses.

O novo Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc Fiscal Municipal) servirá como importante facilitador para o contribuinte que deseja quitar ou parcelar o pagamento de seu débito com impostos. O contribuinte que desejar quitar ou negociar seu débito deve comparecer ao Cejusc situado na Rua Açu, 394, próximo a Catedral Metropolitana (na sede da Secretaria Municipal de Tributação de Natal – Semut).

 

Datas e descontos

O decreto estabelece que até o dia 28 de setembro, os contribuintes que buscarem o Cejusc Fiscal Municipal, terão descontos de:

60% quando a liquidação da dívida ocorrer de uma só vez,

50% em 6 parcelas,

40% em 12 parcelas,

30% em 18 parcelas,

20% em até 24 parcelas e

10% em até 30 parcelas.

Outros descontos e outras datas

A partir do dia 1º até o dia 31 de outubro os descontos passam a ser: 50% para quem deseja quitar a dívida de uma vez, 40% em até seis parcelas, 30% em até 12, 20% até 18 parcelas, 10% quando ocorre em até 24 parcelas e 5% em até 30 parcelas.

Do dia 1º de novembro ao dia 30, os descontos passam a ser de 40% quando a dívida for paga de uma vez, 30% quando dividida em seis parcelas, 20% em até 12 parcelas, 15% quando for em 18 parcelas, 10% quando ocorrer em 24 parcelas e 5% em até 30 parcelas.

Entre 2 e 28 de dezembro os descontos serão de 30% quando a liquidação ocorrer de uma vez, 25% em até 6 parcelas, 20% em até 12 parcelas, 15% para quem deseja dividir em 18 parcelas, 10% em até 24 parcelas e 5% quando ocorrer em até 30.

Caso o vencimento da primeira parcela ultrapasse o dia 28 de dezembro, o decreto passa a funcionar da seguinte maneira: 20% quando a liquidação ocorrer de uma só vez, 15% quando ocorrer em até 6 parcelas, 10% quando ocorrer em até 12 parcelas, 5% em até 24 parcelas e não haverá descontos para parcelamentos realizados a partir de 25 parcelas.

Fonte: Novo Jornal/RN