Política

Vice-presidente do PPS/RN diz que Carlos Eduardo se afastou dos aliados e enfatiza que Wilma poderá levar seu partido para o segundo

GERALDO FERREIRA, VICE PRESIDENTE DO PPS/RN, CRITICA CARLOS EDUARDO E DIZ QUE ELE ESTÁ  SE ISOLANDO POLITICAMENTE DOS ALIADOS

GERALDO FERREIRA, VICE PRESIDENTE DO PPS/RN, CRITICA CARLOS EDUARDO E DIZ QUE ELE SE ISOLA DOS ALIADOS

Embora seja vice-presidente do PPS/RN, partido aliado ao governo do município de Natal, o presidente do Sindicato dos Médicos do RN, Geraldo Ferreira, criticou em entrevista ao programa Conexão potiguar, o prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) por estar, segundo ele, se isolando politicamente de algumas legendas que o ajudaram na eleição em 2012. Geraldo, cujo nome vem sendo lembrado como pré-candidato à Prefeitura do Natal nas eleições municipais que serão realizadas no ano em curso, sinalizou em sua entrevista que o projeto de Carlos Eduardo Alves seria familiar – vencendo a eleição para prefeito, renunciaria ao cargo em 2018 para ser candidato ao Governo do Estado, entregando o comando da prefeitura da capital ao PMDB, deixando a gestão municipal no comando de uma mesma família. Geraldo se refere ao fato de o PMDB, liderado pelo ministro Henrique Eduardo Alves, ser a legenda que provavelmente irá indicar o candidato a vice-prefeito de Carlos Eduardo. “O prefeito se afasta dos partidos e se articula para se reeleger em 2016 e entregar a Prefeitura ao PMDB depois. Isto a população não vai aceitar”, disse o representante do PPS. Embora esteja cotado como pré-candidato a prefeito do Natal, Geraldo Ferreira deixa claro que a ex-governadora e vice-prefeita de Natal, Wilma Maria de Faria, poderá assumir esse posto, caso venha se filiar ao PPS. “Se Wilma vier para o nosso partido, o PPS irá para o segundo turno”, profetizou.


Deixe um Comentário