Polícia

Traficante preso pela PF com oito quilos de cocaína é liberado em audiência de custódia, mas é preso novamente ao tentar embarcar para São Paulo

ELITO FRANCISCO HAVIA SIDO AUTUADO EM FLAGRANTE PELOS CRIMES DE TRÁFICO DE DROGAS E PORTE ILEGAL DE ARMA.

O traficante Elito Francisco Vilela da Silva já estava embarcando para São Paulo quando recebeu voz de prisão da Polícia Federal, no Aeroporto de São Gonçalo do Amarante.  Elito foi preso pela Polícia Federal na última sexta-feira com oito quilos de cocaína. No entanto, menos de 24 horas depois da prisão, ele foi liberado pelo juiz Jessé de Andrade Alexandria, da Central de Flagrantes da Comarca de Natal, após audiência de custódia. Elito Francisco já estaria gozando de liberdade em São Paulo, caso o desembargador Cláudio Santos, que se encontrava no plantão judiciário, não tivesse  determinado que o criminoso fosse novamente encarcerado, o que ocorreu ainda durante a madrugada.

O juiz Jessé de Andrade Alexandria, que liberou o acusado no sábado, levou em consideração o fato de não haver mandados de prisão contra Elito, que também não responde por nenhum crime.

ALVARÁ DE SOLTURA QUE BENEFICIOU ELITO FRANCISCO FOI ASSINADO PELO JUIZ  JESSÉ DE ANDRADE

PRISÃO

A primeira prisão de Elito ocorreu quando os policiais investigavam informações dando conta de que organizações criminosas da região sudeste do país estariam enviando para o Rio Grande do Norte, drogas e armas através de transportadoras em caminhões do tipo “cegonha”.

Os policiais então, na última sexta-feira, utilizando um cão farejador do BPCHOQUE, fiscalizaram uma empresa localizada na zona sul da capital. Pouco tempo depois, um veículo, com indicativo de droga no seu interior, foi encontrado. A PF passou a vigiar o local e ficou aguardando a chegada da pessoa que receberia o carro, que só apareceu 24h depois.

Ele foi seguido até o conjunto Ponta Negra onde, depois de abordado, foi conduzido para a sede da PF. Ali, após uma minuciosa vistoria os policiais acharam ocultos numa cavidade do painel do carro, enrolados em sacos plásticos, os tabletes da cocaína, a arma e um carregador parcialmente municiado.

O homem recebeu voz de prisão e em seguida foi autuado em flagrante, indiciado pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma.


Deixe um Comentário