Política

Suspeito disse que atentado contra Bolsonaro foi ‘a mando de Deus’

Adelio Bispo de Oliveira, suspeito de ter dado facada em Bolsonaro (Foto: Reprodução/GloboNews)

ADELIO BISPO DE OLIVEIRA, SUSPEITO DE TER DADO FACADA EM BOLSONARO (FOTO: REPRODUÇÃO/GLOBONEWS)

O suspeito de esfaquear o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), Adélio Bispo de Oliveira disse em alguns momentos à polícia, durante conversa após ser preso, que o crime “foi a mando de Deus”, segundo boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar.

“Nos afirmou ainda que o motivo do intento se deu por motivos pessoais, os quais não iríamos entender, dizendo também em certos momentos que foi a mando de Deus. As testemunhas disseram à polícia que “o candidato estava sobre os ombros de um homem, momento em que o autor aproximou com a faca em uma das mãos, enrolada aparentemente em uma camisa de cor clara”, continua o boletim.

Jair Bolsonaro levou uma facada na região da barriga durante um ato de campanha em Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas Gerais, na tarde desta quinta-feira (6). Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, está preso e confessou o crime.
Fonte: G1


Deixe um Comentário