Geral

Sistema FIERN participa do 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria, em São Paulo

Foto: Divulgação/Fiern

O presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo, participa do 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria, promovido pela CNI e Sebrae, em São Paulo, que iniciou nessa segunda-feira. O evento reúne lideranças das maiores empresas multinacionais e brasileiras na área de tecnologia, além de representantes das entidades do setor produtivo, do governo e de instituições de ensino e pesquisa. O evento seguira ao longo desta terça-feira,11.

A delegação do Rio Grande do Norte no Congresso também é formada pelos diretores do Sistema FIERN Roberto Serquiz (primeiro tesoureiro), Heyder Dantas (primeiro secretário), Djalma Barbosa Júnior (Inovação), Marcelo Rosado, Edilson Trindade e dos gestores Juliano Martins (superintendente do SESI-RN), Emerson Batista (diretor Regional do SENAI-RN), Rodrigo Diniz (diretor do ISI-ER e CTGAS-ER), Susie Macêdo e Helen Buonora (NAGI-RN), Denilson Santana (diretor do SESI Mossoró) e Alice Carvalho (Diretora do Centro de Atividades Integradas do SESI).

Foto: Divulgação/Fiern

A abertura do Congresso foi na manhã dessa segunda-feira. Na lista de CEOs que em falaram sobre temas como o Brasil inovador, tendências da inovação e o futuro do trabalho, da alimentação, da saúde e da energia estão a presidente da IBM América Latina, Ana Paula Assis; a CEO da Microsoft Brasil, Tânia Cosentino; o presidente da Qualcomm para a América Latina, Rafael Steinhauser; o fundador da Totvs, Laércio Consentino; a CEO do Conselho de Competitividade dos Estados Unidos, Deborah Wince Smith; a presidente da SAP Brasil, Cristina Palmaka.

Também estão no Congresso de Inovação o diretor-geral adjunto de Política de Inovação e Tecnologia do Ministério Federal da Economia e Energia da Alemanha, Ole Janssen; o fundador e diretor administrativo da israelense Colosseum Sport, Oren Simanian; e o economista-chefe da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI), o suíço Carsten Fink; e Rakesh Jain, professor de Harvard e diretor de Desenvolvimento de Negócios da JUST, empresa com foco em produtos de proteína à base de plantas (confira no site do evento os perfis de todos os palestrantes).

Em um espaço de 12.500 metros quadrados no São Paulo Expo, os dois dias de evento reúne o que há de mais moderno em termos de tecnologia. São 18 painéis com 19 palestrantes internacionais, de 12 diferentes países e 31 brasileiros para debater as inovações desenvolvidas no Brasil e por países referência no tema, como a China, Israel, Alemanha, Suíça, Finlândia, Índia. Levantamento da CNI mostra que, em geral, países com as economias mais avançadas são aqueles que mais investem em inovação.

O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, ressalta que a inovação é imprescindível para o desenvolvimento econômico do país. “A experiência internacional demonstra que a inovação é o caminho mais curto para o desenvolvimento sustentável da economia”, afirma. “É preciso garantir recursos e estruturar uma política nacional de fomento às atividades inovadoras. Para isso, é fundamental que o governo e a academia estejam cada vez mais juntos com a indústria em prol desta importante agenda”, completa.

Foto: Divulgação/Fiern

Entre os destaques em exposição está uma réplica em tamanho real do caça sueco Gripen E, da SAAB, modelo de 15 metros de comprimento por 8,6 metros de largura usado pela Força Aérea Brasileira (FAB). Os inscritos no evento podem entrar na cabine da aeronave de 3.000 kg para conhecer o modelo e tirar fotos. Também está em exposição tecnologias e soluções da Totvs voltadas para a inteligência artificial e da Qualcomm sobre a quinta geração de sistema sem fio (5G).

No espaço da CNI, há uma mostra de tecnologias de empresas participantes do Programa Inova Talentos, no qual bolsistas são selecionados para atuar em projetos de pesquisa e desenvolvimento em empresas. No espaço do SENAI, os destaques são a experiência de indústria 4.0, tecnologias produzidas nos institutos SENAI de Inovação e apresentações de casos de sucessos de 40 empresas parceiras. No espaço do SESI, por sua vez, é apresentada a plataforma SESI Viva Mais, que organiza em ambiente digital único, dados e informações para apoiar ações de segurança e saúde no trabalho. Está prevista também a exposição de alguns sistemas adotados em centros de Inovação do SESI, que são unidades de pesquisa para melhorias no ambiente de trabalho.

Ao final do primeiro dia do Congresso, o São Paulo Expo foi palco da entrega do Prêmio Nacional de Inovação, realizado pela CNI e o Sebrae. O objetivo da premiação é incentivar e reconhecer os esforços bem-sucedidos de empresas em prol da agenda da inovação e gestão da inovação. Entre os 1.746 projetos inscritos, 54 finalistas concorrerão em cinco categorias a R$ 900 mil pré-aprovados no Edital de Inovação da Indústria, além da participação em imersões internacionais em ecossistemas de inovação. A indústria de argamassa BQMIL [Brasil Química e Mineração Industrial] está entre as finalistas do Prêmio Nacional de Inovação.

Ao longo desta terça, a programação segue sobre temas como tendência para o futura da energia, inovação em defesa, as novas fronteiras para mobilidade, o futuro dos alimentos entre outros temas ligados ao desenvolvimento tecnológico industrial.

Foto: Divulgação/Fiern

Com informações: Fiern


Deixe um Comentário