Polícia

Raptadores dos médicos Reginaldo e Carolina são identificados e prisão pode acontecer a qualquer momento

Médicos passam bem e já prestaram informações importantes à polícia. Foto: Divulgação

Médicos passa bem e já prestaram informações importantes à polícia. Foto: Divulgação

A ação integrada entre as polícias Militar e Civil da Paraíba e Rio Grande do Norte, além da Polícia Rodoviária Federal (PRF) resultou não só no monitoramento aos raptadores dos médicos e professores universitários Reginaldo Antônio Freitas Júnior e Carolina dos Santos Damásio, na noite dessa sexta-feira, na cidade de Mataraca, Litoral Norte paraibano.

Os setores de Inteligência Policial dos dois estados vizinhos já identificaram alguns suspeitos do sequestro e as investigações avançam no sentido de prendê-los a qualquer momento. A identidade dos bandidos não será revelada, no momento, para não atrapalhar as investigações. Sabe-se, no entanto, que um deles é foragido do sistema penitenciário da Paraíba.

As vítimas estão bem e já estão em casa, em companhia de amigos e familiares, segundo a Polícia Civil. Apesar do abalo psicológico, o casal não foi agredido fisicamente. Eles foram liberados em uma área de mata, depois que o rastreador foi descoberto pelos bandidos.

A abordagem às vítimas aconteceu em Macaíba, próximo ao Centro de Saúde Anita Garibaldi. Após renderem os médicos, os suspeitos pararam em Barra de Camaratuba, na Paraíba, a fim de entrar em contato com outros comparsas para retirar, sem êxito, o equipamento de GPS. Diante dos riscos, os raptadores decidiram abandonar o veículo e liberar os reféns.

As investigações estão sendo conduzidas pelo delegado de Macaíba, Normando Feitosa, que já colheu informações das vítimas e conta com o apoio da polícia paraibana. O Blog do FM continua tentando entrevista com os médicos.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação


Deixe um Comentário