Política

Senador Garibaldi Filho justifica que deletou Twitter de apoio a Temer para “evitar o clima de intolerância”

Evitar o clima de intolerância. Esse é o argumento usado pelo senador Garibaldi Alves filho para justificar o fato de ter deletado do seu Twitter uma mensagem, postada no último domingo, apoiando o presidente Michel Temer, que, segundo o parlamentar potiguar, é vítima de “delação caluniosa”. Alves, no entanto, não resistiu a pressão popular, nem as críticas que lhes foram dirigidas nas redes sociais e em grupos de WhatsApp, e resolveu voltar atrás em seu posicionamento.

Apesar de ter retirado a mensagem de apoio a Temer, Garibaldi Filho continuou sendo questionado por internautas e resolveu se justificar, respondendo um post feito pelo internauta Gustavo Negreiros, que disse:  – E o senador se “dessolidarizou-se” com Temer! De solidário a Twitter apagado, se arrependeu. Não deixa de ser uma evolução.

Garibaldi por sua vez, argumentou em seu Twitter: – “A retirada da postagem da rede social serviu para evitar o clima de intolerância que se instalou. O momento requer serenidade”.

Segundo o senador peemedebista, “o processo contra o presidente Temer ainda não permite qualquer condenação”.



Deixe um Comentário