Cidades

Secretaria de Trânsito de Parnamirim investe em ações que incluem o monitoramento de vias públicas e melhorias no trânsito e transportes públicos

MARCONDES TAMBÉM PROMETE REALIZAR COM FREQUÊNCIA BLITZ PELA CIDADE, COM O APOIO DO CPRE

O secretário de Trânsito e Transportes de Parnamirim, coronel Marcondes Pinheiros, anunciou que irá investir em ações preventivas, mobilidade urbana e monitoramento da cidade, através de Câmaras, com o objetivo de resolver problemas que afetam diretamente a população parnamirinense.

Segundo Marcondes,  a sua gestão tem trabalhado em um projeto que irá ser desenvolvido dentro das escolas municipais em parceria com o Comando de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE). “Será uma espécie de Proerd do Trânsito e iremos atuar inicialmente em três escolas, ensinando aos pequenos os fundamentos básicos de como agir e contribuir para melhorar o trânsito em nossa cidade”, explicou o secretário.

A ideia é, nessa primeira, etapa formar 300 crianças que passarão a ser multiplicadores de informações importantes, como o uso do cinto de segurança, a não utilização do celular enquanto estiver dirigindo, atravessar na faixa de pedestre e outras regras que devem ser seguidas.

Paralelamente, outra frente de trabalho em andamento é o Plano de Mobilidade Urbana de Parnamirim que será executado em seis etapas. “Já estamos na terceira etapa e no próximo dia 29 teremos uma audiência pública aqui no auditório da Prefeitura, onde a participação popular é de fundamental importância”, revelou Marcondes.

Com a implantação do plano, a Prefeitura de Parnamirim poderá dar andamento à licitação dos transportes, uma das maiores reclamações em Parnamirim. “Com o plano vamos poder ter um raio x da nossa malha viária, dos transportes, do número de passageiros por linha e das dificuldades que enfrentamos hoje”, justificou o secretário, informando que a previsão de conclusão do Plano de Mobilidade é de seis meses.

A terceira e última frente diz respeito ao monitoramento na cidade. Câmeras serão instaladas, inicialmente, do bairro da Cohabinal até o Centro. E, esses equipamentos serão os olhos eletrônicos da polícia. “O trabalho repressivo é necessário e seguindo essa linha estamos realizando blitzen frequentemente pela cidade, com o apoio do CPRE”, concluiu o secretário de Trânsito.


Deixe um Comentário