Segurança

Preso é morto dentro do presídio de Alcaçuz e direção suspeita de disputa entre facções criminosas

DETENTOS FIZERAM FOTOS DE ANDRÉ CARLOS SILVA ANTES E DEPOIS DELE SER ASSASSINADO. (FOTO: DIVULGAÇÃO/COAPE)

DETENTOS FIZERAM FOTOS DE ANDRÉ CARLOS SILVA ANTES E DEPOIS DELE SER ASSASSINADO. (FOTO: DIVULGAÇÃO/COAPE)

O detento identificado como José Carlos Silva Limeira, de 28 anos, foi enforcado por outros detentos do pavilhão 2 da maior unidade prisional do RN, a penitenciária da Alcaçuz.

Ainda não há confirmações sobre o autor do crime, mas a direção da unidade suspeita que André “Pé seco”, como era conhecido, foi morto por disputas entre facções criminosas que atuam dentro do presídio.

“As brigas de facções supostamente podem está por trás dessas mortes. A Alcaçuz, maior penitenciária do RN, pode tornar-se um ambiente tenso. A direção está fazendo de tudo para identificar os responsáveis. A polícia ficará responsável pelas investigações”, destacou Juciélio Barbosa, vice-diretor do presídio.

André Carlos cumpria pena em Alcaçuz pelo crime de assalto à mão armada. Entre 2015 e 2016, 31 detentos já foram mortos dentro de unidades prisionais do Rio Grande do Norte.



Deixe um Comentário