Corrupção Política

Presidente do Solidariedade, Paulinho da Força perde os direitos políticos

PAULINHO DA FORÇA (FOTO: LAYCER TOMAZ/CÂMARA DOS DEPUTADOS)

A desembargadora do Tribunal Regional da 3ª Região Consuelo Yoshida determinou a suspensão dos direitos políticos do deputado federal paulista e presidente nacional do partido Solidariedade, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical, por improbidade na utilização dos recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

De acordo com denúncia do Ministério Público Federal, o parlamentar, como presidente da central sindical, contratou a Fundação João Donini sem licitação, para ministrar cursos profissionalizantes para desempregados e pessoas de baixa renda utilizando recursos do FAT.

As informações são da Procuradoria da República da 3ª Região.

Além da suspensão dos direitos políticos pelo prazo mínimo de cinco anos, ele e outros réus, incluindo o responsável pela Fundação, João Francisco Donini, foram condenados ao pagamento de multa, calculada com base no valor contratado com dispensa de licitação, proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo de cinco anos.


Deixe um Comentário