Educação

Prefeitura e Agência Espacial inauguram Centro Vocacional em Parnamirim

A Agência Espacial Brasileira (AEB), em parceria com a Prefeitura de Parnamirim, inaugurou nesta segunda-feira (13) o primeiro Centro Vocacional de Tecnologia Espacial (CVT-E) do Brasil. O objetivo é difundir conhecimento tecnológico e despertar nos jovens o interesse pela ciência e tecnologia.

O evento ocorreu no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), local onde ocorrerá todas as atividades do CVT-E, e contou com a presença do senador Garibaldi Alves Filho, do prefeito de Parnamirim, Rosano Taveira, e de representantes das demais instituições parceiras, entre elas a CLBI, o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial e o Instituto Federal de Educação (DCTA), Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).

Após a assinatura dos acordos de cooperação técnica entre as instituições envolvidas, foram convidados para o descerramento da placa de inauguração, o diretor-geral do DCTA, tenente brigadeiro do ar, Carlos Augusto Oliveira; o presidente da Agência Espacial Brasileira, José Raimundo Coelho; o diretor de satélites da AEB, Carlos Alberto Gurgel e o diretor da Barreira do Inferno, coronel aviador Paulo Junzo.

Na ocasião, o presidente da AEB, José Raimundo, falou sobre a importância do Centro Vocacional, para a criação de mecanismos ágeis e flexíveis para transferir conhecimentos de qualidade para a população e aprimorar o ensino profissionalizante.

De acordo com o prefeito Rosano Taveira, essa parceria representa um acréscimo significativo para os alunos da rede municipal de ensino e pode despertar em muitos jovens o interesse pela ciência tecnológica. A Secretária Municipal de Educação, Francisca Henrique, explicou que a meta do projeto é alcançar 624 alunos das escolas municipais num prazo de 18 meses, a partir de 2018. O Campus Parnamirim do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, também dará assessoria técnica ao projeto.

Somando investimentos de mais de R$ 3 milhões, o CVT-E vai contar com 10 hangares compostos por alojamentos, dormitórios, refeitórios e espaços para oficinas que vão identificar vocações aeroespaciais em alunos do 9º ano das escolas da rede pública municipal de ensino.

“Estaremos realizando um projeto semelhante ao que a Agência Espacial Americana, a NASA, realiza por meio do seu Space Camp, ensinando por meio de oficinas, conceitos de astronomia, física, robótica, engenharia, gestão, e Biologia, entre outros”, disse Rodrigo Leonardi, Coordenador de Pesquisa e Observação de Inovação da Agência Espacial em Brasília.

Após a implantação do CVT-E com os alunos da rede pública municipal de ensino, o projeto deverá ser expandido para alunos das redes estadual e privada de ensino.


Deixe um Comentário