Esporte

Prefeito abre segunda edição dos Jogos Paradesportivos de Natal

ATLETAS, SEUS FAMILIARES E INTEGRANTES DAS ENTIDADES QUE ENGLOBAM O CONSELHO MUNICIPAL PARA OS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA PRESTIGIARAM A ABERTURA DO EVENTO. (FOTO: JOANA LIMA)

O prefeito Álvaro Dias abriu oficialmente, na tarde desta quinta-feira (08), a segunda edição dos Jogos Paradesportivos de Natal, no Ginásio Djalma Maranhão – Palácio dos Esportes. As competições seguem até o domingo e contam com 190 atletas inscritos entre sete até 40 anos de idade. Atletas, seus familiares e integrantes das entidades que englobam o Conselho Municipal para os Direitos da Pessoa com Deficiência prestigiaram a abertura do evento.
“A prefeitura se sente muito honrada e gratificada em apoiar e incentivar atividades como os Jogos Paradesportivos com os atletas demonstrando a alegria que têm em participar de um evento como esse, ajudando a preservar sua saúde e a alegria de cada um”, afirmou o prefeito Álvaro Dias, durante a solenidade de abertura dos jogos, que contou a apresentação dos músicos da Associação de Pais e Amigos da Pessoa com Deficiência – APABB, além da banda de música da Polícia Militar, entre outras atrações culturais.
“A Prefeitura, sempre que preciso, estará junto, apoiando e participando de eventos como esse. O ginásio Palácio dos Esportes, praticamente lotado, despertando a atenção da sociedade como um todo, para assistir competições paradesportivas”, afirmou Álvaro Dias, destacando a importância do incentivo para os atletas, para que, cada vez mais, se sintam motivados a participar de atividades desportivas.
A atleta paralímpica Terezinha Mulato, cadeirante e competidora de halterofilismo, foi quem representou os participantes no juramento do atleta. Ela participou das Olimpíadas de Sidney, na Austrália, em 2000 e das Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. A secretária Municipal de Esporte e Lazer, Danielle Mafra, afirmou que essa é uma das principais competições organizadas pela Secretaria seguindo o Calendário Esportivo de Natal. “Temos total apoio das entidades e é um trabalho que fazemos com muita dedicação e a várias mãos”, concluiu. A senhora Sânia de Albuquerque, mãe de Luís Antônio Albuquerque, já falecido,  recebeu uma homenagem pelo reconhecimento do empenho dele na realização da primeira edição dos Jogos no ano passado.
Nesta edição dos jogos serão disputadas sete modalidades, Bocha Paralímpica, Halterofilismo, Futebol para Amputados, Goalball, Tênis de Mesa, Tênis de Quadra e Corrida Infantil. As provas de corrida são destinadas aos pequenos de até 12 anos. Eles serão divididos por deficiência nas categorias de 50, 100 e 400 metros.
A vereadora Júlia Arruda, proponente do projeto que instituiu os Jogos Paradesportivos de Natal, também presente na abertura das competições, falou sobre a realização do que chamou de sonho, ver a realização dos jogos. Ela agradeceu ao esforço da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, realizadora do evento dentro da Prefeitura do Natal.
A importância da realização de jogos paradesportivos foi destacada pelo vereador Robson Carvalho, presidente da Comissão de Desporto da Câmara Municipal, lembrando que o índice de pessoas com necessidades especiais no Rio Grande do Norte chega a 27%, superando, inclusive, o índice nacional, de 24,3%. “Momentos como esse precisam ser expandidos”, afirmou, referindo-se à necessidade da inclusão dessas pessoas na sociedade.
O presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Eduardo Gomes, falou em nome de todas as entidades existentes na cidade. Ele afirmou que se sente gratificado por se tratar de um projeto que saiu do papel (a primeira edição foi realizada pela Prefeitura do Natal no ano passado) e pediu aos poderes que garantissem apoio a atividades como essa.
Luiz Oliveira Neto, 11, autista e aluno do 6º ano, é um dos inscritos para a corrida que ocorrerá neste domingo. Segundo sua mãe, Ângela de Souza, 43, essa competição é um dos melhores momentos para o filho que melhorou a interação com as pessoas depois de se envolver com atividades esportivas. “Ele quer fazer vôlei agora e eu vou atrás porque ele melhorou muito o comportamento, ficou mais calmo, muito melhor”, afirma. “Com essas atividades, ele sai da rotina e melhora muito”, completa.
A técnica da equipe de Goalball do Instituto de Educação e Reabilitação dos Cegos – IERC, Ana Cláudia Santos, afirma que este tipo de competição serve para divulgar a modalidade ainda pouco conhecida da maioria da sociedade. Como se trata de uma modalidade que não tem referência no esporte olímpico, foi criada especificamente para pessoas cegas, ainda é pouco difundida. “ Este evento é uma oportunidade também para que professores de escolas públicas tenham conhecimento sobre as modalidades e passem a usá-las nas escolas para a inclusão de todos”, afirmou Ana Cláudia.

As competições estão inseridas no período do Fórum do Paradesporto, que capacita profissionais para atuar na área do esporte para pessoas com necessidades especiais. Estão programados workshops sobre o Paradesporto durante esta sexta-feira, também com atividades realizadas no Palácio dos Esportes.  “Os participantes vão poder viver, na prática, a experiência de trabalhar na área junto com profissionais experientes”, explica a Secretária de Esportes de Natal, Danielle Mafra.

Confira a programação do evento:

9/11 (sexta-feira) – 14h às 21h – Oficinas Paradesportivas

10/11 (sábado)

– 9h – GoalBall (quadra do Palácio dos Esportes)

– 14h – Halterofilismo (Auditório do Palácio dos Esportes)

– 15h – Futebol de Amputados (Campo Society de Brasília Teimosa)

11/11 (domingo)

– 7h – Corrida Infantil (largada na Rua Trairi, em frente ao Palácio dos Esportes)

– 8h30 – Bocha Paralímpica (quadra do Palácio dos Esportes)

– 9h –  Tênis de Mesa (auditório do Palácio dos Esportes)



Deixe um Comentário