Geral

Potigás avança nas discussões sobre Biogás

GRUPO TÉCNICO DE COLABORADORES DA COMPANHIA, PARTICIPA DO FÓRUM SUL BRASILEIRO DE BIOGÁS E BIOMETANO, EM FOZ DO IGUAÇU (PR).

Com o objetivo de ampliar a participação do Biogás na matriz energética do Rio Grande do Norte, a Companhia Potiguar de Gás (Potigás) participa ativamente das discussões do setor para desenvolver um projeto de utilização deste combustível renovável tanto como alternativa de suprimento como solução para o problema da destinação dos resíduos. Tendo isso em vista, o Diretor Presidente, Beto Santos, e um grupo técnico de colaboradores da companhia, participa, até a sexta-feira, 8, do Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano, em Foz do Iguaçu (PR).

Durante os três dias de evento, serão realizadas palestras, mesas-redondas, apresentação de casos brasileiros e visitas técnicas para fomentar a discussão sobre estruturação da cadeia de suprimentos, tecnologia, formação de mão de obra, mercado e organização para o desenvolvimento do setor. O principal objetivo é debater a produção e o uso do Biogás como fonte de energia, a mitigação das barreiras existentes, além de fomentar possíveis parceiros para investir em projetos no Rio Grande do Norte.

No último dia do Fórum, os participantes irão realizar visitas técnicas na Unidade de Demonstração de Biometano da Itaipu Binacional, que produz biometano para abastecimento de veículos, além das granjas Colombari, Stein e Starmilk, que utilizam dejetos de suínos e de vacas leiteiras para produção de Biogás e geração de energia.

Segundo o Diretor Presidente da Potigás, Beto Santos, é importante a Potigás se inserir nas discussões e concentrar esforços para replicar, no Rio Grande do Norte, projetos de sucesso existentes em outros Estados, em virtude do potencial que o RN tem para a produção do Biogás. “A diversificação da matriz energética, principalmente com soluções sustentáveis, é garantir o desenvolvimento do nosso Estado. Para isso, precisamos de um projeto que contemple toda a cadeia do Biogás, desde a produção, passando pela distribuição até o consumo final do biocombustível. O nosso Estado tem alta capacidade de abrigar projetos no segmento do Biogás devido à grande produção de proteína animal, resíduos orgânicos (saneamento) e resíduos sucroenergéticos”, explica Beto Santos.

O Biogás é uma mistura de gases obtida normalmente através do tratamento de resíduos domésticos, agropecuários e industriais. Pode ser aplicado na geração de energia elétrica e energia térmica e ainda na produção de biometano, um biocombustível similar ao gás natural.


Deixe um Comentário